segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Bairro-Escola radical

VILA OLÍMPICA

O programa Segundo Tempo inova com oficinas de skate no segundo semestre
por Hosana Souza e Wanderson Duke

O programa Segundo Tempo utiliza o esporte como forma de aprendizagem, e na última semana, 27 a 31 de julho, organizou uma série de oficinas com a proposta de renovar o trabalho dos professores. E como o desejo é levar algo ‘diferente do normal’ para o ambiente escolar, a nova modalidade esportiva do programa é o skate.

O professor de educação física André Viana, 34 anos, foi convidado para mediar a oficina, pois carrega consigo uma bagagem cheia. Skatista há mais de 20 anos, ele acredita que esse esporte pode e deve ser usado como forma de educação. “Eu já desenvolvo um projeto de skate em escolas particulares", diz ele.

"A grande questão era: se o skate auxilia no ensino dos alunos das escolas particulares, por que não fazer com que ele se torne uma oportunidade a mais para os alunos da rede publica?”, Mesmo com o alto custo dos materiais desse esporte identificado com as classes médias, a organização do projeto se diz preparada: “Trabalhar o skate no programa Segundo Tempo é um desafio.

Ele é um material que por vezes os professores de educação física não conhecem e também, por ser um esporte diferente do corriqueiro. Por exemplo, não é caro comprar uma bola de futebol com a qual mais de 30 alunos podem se exercitar, mas não é fácil comprar um skate e um material de segurança para cada aluno”, diz o professor. “

Por causa das limitações econômicas, o Segundo Tempo não levará o skate para todas as escolas da rede pública, já que nem todas poderão pagar o material de segurança necessário à prática desse esporte. "Mas a ideia é também incentivar cada aluno a ter o seu “carrinho”. Dentro do curso, vamos ensinar a eles como comprar peças de qualidade, escolher um shape, por exemplo”.
O esporte foi inventado em meados dos anos 60 no estado da Califórnia, nos EUA, por surfistas que ficaram entediados por conta das marés baixas e que decidiram partir para as ruas. Ele sempre foi visto com preconceito. “O skate é discriminado pela cultura, pela historia dele, mas trabalhar skate na escola é lidar com uma das melhores atividades psicomotoras existentes. E é o que trará a segurança para os pais, já que o desenvolvimento dessa atividade será ministrado por pessoas preparadas e providas de todo material e segurança”, comenta, animado.

O grupo de alunos da oficina era bem variado, composto de professores, skatistas e mesmo pessoas que nunca tiveram algum contato com o esporte. Alguns alunos veem nessas aulas uma excelente oportunidade de praticar o que estão aprendendo e melhorar o que já sabem. “Na maioria das vezes, as aulas aqui são mais produtivas do que se eu estivesse andando sozinho em uma rampa. Com a supervisão do André, que, além de professor, é um grande skatista, eu aprendo manobras que pertencem a um grau muito maior de dificuldade”, conta Lívio Silva, 17 anos, aluno da oficina de skate.

As aulas da oficina de skate tiveram um caráter livre, espontâneo e informativo. Em meio a debates e sorrisos, a oficina teve suas aulas práticas na quadra da Vila Olímpica e suas aulas teóricas na Escola Municipal Monteiro Lobato, onde foram desenvolvidos planos de aula e uma avaliação escrita.

A introdução do skate na rotina escolar de Nova Iguaçu não tem o objetivo de formar skatistas e sim de formar cidadãos para a vida, desenvolvendo habilidades psicomotoras e psicossociais. “A realidade do esporte é a de formar uma família, e nela um membro sempre ajuda o outro. Quando alguém compra uma peça nova, a antiga é doada e passa pelo skate de cinco pessoas ou mais, e é esse tipo de ‘princípio’ que será trabalhado pelo projeto. Acima de tudo o que foi dito na oficina durante a semana, a amizade será o nosso valor base, o aluno não precisa saber tudo sobre equação, basta apenas que ele dê a mão para ajudar alguém a levantar, simplesmente porque ele é alguém”, encerra, emocionado, André.

Interatividade:
Que outro “esporte alternativo” poderia ser incorporado ao Bairro-Escola?

Um comentário:

  1. acesse tb: www.aulasdeskate.com.br

    Skateboarding Personal Trainer c/ Alessandra Vieira!!!
    bjs.......

    ResponderExcluir