segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Cinema cidadão

ONTEM NO II IGUACINE

Cine Santa é um dos homenageados no II Iguacine
por Robert Tavares

O Cine Santa Teresa fez sua primeira exibição em Santa Teresa no dia 23 de junho de 2003, apresentando o sucesso nacional "Deus é Brasileiro". Nestes mais de seis anos de funcionamento o cinema ocupou, por mais de dois anos, todos os domingos, a Igreja Anglicana do bairro. Exibia filmes de arte para os cinéfilos e revertia parte da renda obtida com a venda de ingressos para as obras sociais.

Ultimamente o Cine vem sendo considerado um dos pontos mais influentes e visitados - em comparação aos outros cineclubes espalhados pela cidade - do Rio de Janeiro. "Os moradores de Santa Teresa são os cinéfilos que mais assistem e prestigiam o cinema nacional", diz Fernanda Oliveira, que fundou o cineclube junto a seu marido, Adil Tiscatti.

Ele foi considerado o maior exibidor de cinema brasileiro 2008/2009. Pelo segundo ano consecutivo, o Cine Santa Teresa conquista o Prêmio Adicional de Renda da ANCINE (Agência Nacional do Cinema), como o maior exibidor de cinema brasileiro de todo o país. Tendo exibido 33 títulos nacionais, o Cine Santa ficou em primeiro lugar no ranking de exibidores.

Mas não para por aí. Ontem, no último dia de II Iguacine, um dos homenageados da noite foi o Cine Santa, que foi aplaudidíssimo pelos presentes. "Eu acredito plenamente na arte, em viver de cultura, é difícil sair de uma sala de cinema sem ser transformado, fico completamente emocionada e grata em receber essa homenagem feita pelo Iguacine".

Em seu discurso de agradecimento, o casal disse: "A Baixada sai ganhando, porque inaugurou a primeira escola de audiovisual, isso é um marco, investir é um ganho, aliás o Rio ganha mais, ou melhor, o Brasil! Nós somos um povo, é nossa essa conquista", comemora Adil Tiscatti. "Eu fundei na minha cabeça, e no meu coração", diz Fernanda, que há muito tinha vontade de criar a primeira sala de cinema de Santa Teresa. Desde o início, Fernanda e Adil foram totalmente apoiados pelos amigos do bairro onde moram. "Eles abraçaram a ideia. Não foi surpresa, eu já sabia que todos necessitavam de um cinema, eu e os moradores começamos a batalhar por espaço, horários, filmes".

Em dezembro de 2005, a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro convidou o cinema para ocupar uma das salas do prédio da XXlll RA e assim poder funcionar todos os dias, como desejavam os moradores. Este convite viabilizou um dos maiores objetivos: ampliar o número de frequentadores. Com várias sessões diárias, o cinema pode ampliar seus programas e desenvolver métodos sócios-culturais-educacionais voltados para todas as classes sociais do bairro. Essa evolução pode ser observada apenas pelo atual espaço onde acontecem as exibições. "Hoje em dia somos cinema, oficialmente falando", conclui Fernanda.

Aos interessados, eis o endereço de um dos cineclubes mais badalados da cidade:
Cine Santa Teresa - Largo do Guimarães, 136

Interatividade:
Você já andou no bondinho de Santa Teresa?

Nenhum comentário:

Postar um comentário