quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Cesta básica

O IGUACINE VEM AÍ


Camelô diz que indústria formal só vai acabar com DVDs piratas quando tiver preços competitivos
por Flávia Ferreira

Os cinemas de praça acabaram, mas deixaram lucrativos e perigosos substitutos. E o grande protagonista dessa nova atração é o preço dos filmes piratas, expostos em um número cada vez mais crescente de bancas. Além das irresistíveis promoções, que permite que o consumidor leve até três DVDs por módicos R$ 10, a democratização do acesso às novas tecnologias tem dado uma força e tanto para essa indústria. Simplesmente não haveria tantos filmes ofertados se não tivessem se tornado tão baratos a gato-net, o drive de gravação de DVD e os DVDs virgens.

O mercado inteiro sabe que vender DVDs piratas é um crime, previsto na lei 10.695, de julho de 2003. Mas os camelôs preferem o embate quase diário com a Guarda Municipal a passar fome e necessidade, como diz M. S., 30 anos, que trabalha com esse tipo de mercadoria há cerca de um ano. “Eu sei que isso é errado, mas eu não posso passar fome”, afirma o ambulante, que faz ponto no Calçadão.

Alguns ambulantes dão uma tintura ideológica à opção pelo mercado informal, que eles veem como um mal menor em um país onde “tudo é errado”, como diz o mesmo M.S. “Nesse país não se pode agir certo porque você é enganado”, vocifera o ambulante, que se diz um revoltado desde que não conseguiu um vereador para apadrinhar a contratação de sua esposa como técnica de enfermagem em um dos postos de saúde do município. Ela só começou a fazer “o seu dinheirinho” depois que o marido comprou uma carroça de churros para ela.

Independentemente da razão, o fato é que mal o filme estreou nos cinemas, e eles já podem ser encontrados em qualquer banca da cidade. Nem mesmo os evangélicos, em geral tidos como pessoas certinhas, conseguem resistir às facilidades do mercado negro de filmes. “Graças a eles, o título campeão de vendas da minha barraca é o DVD de Lázaro Ramos”, garante E.M., de 26 anos, cuja banca tem apenas dois meses de existência.

M.S. acredita que esse mercado continuará atraindo todos os tipos de comprador enquanto a indústria formal insistir com a política atual de preços. “Se eles quisessem acabar com a pirataria de verdade, bastaria vender os DVDs R$ 9, 99”, afirma o ambulante, para quem as pessoas preferem os produtos da loja. “Mas vender um filme a 40 reais pesa no bolso e ninguém vai deixar de comprar carne para isso”.

Aqui no Brasil existe uma pequena força política que prega a descriminalização da pirataria, quebrando a ideologia da “propriedade intelectual”, mas, mesmo com as contemporâneas mobilizações a favor da venda dos produtos piratas, na maior parte da jurisprudência brasileira a pirataria ainda é um crime sujeito a punições legais.

Interatividade:
Dê as suas razões para comprar filmes piratas.

Um comentário:

  1. Falar a verdade...

    MUUUCHO Bom!!
    Um dos melhores textos q eu ja li aqui de uns tempos pra ca (na minha opinião óbvio).

    Esse eh um tema bastante controverso.
    Pois sejamos francos:

    Eu acho mais errado meu filho (hipoteticamente falando...eu n tenho filhos e sou mto novo para isso ^^')passar fome..do que vender DVDs piratas e deixar de enrquecer mais os ricos.

    Entretanto...

    Fazndo isso eu desestimulo a produção de DVDs\CDs originais..desencadeando desempregos a pau e provavelmente deixando uma familia no aperto!

    MAAS...

    Como n estou vendo (pq no dos outros eh refresco ^^)..eu prefiro deixar de passar fome doq passar e torçer para um cara q eu nunca vi na minha vida deixar de ter.

    E AFNAL DE CONTAS..

    Um bom trabalhador SEMPRE da a volta por cima... cedo ou tarde..nem q tenha q catar latinhas na rua..se essa pessoa for realmente trabalhadora ela vai topar fazer de tudo para sustentar sua familia (contanto q não envolva atos homicidas ou relacionados. E de qualqer maneira se n estudou DEU MOLE e por conta disso agora vai sofrer.

    POREM...

    Algumas pessoas "não tem escolha" (discordo..pra mim sempre ha escolhas) e não acabam tendo oportunidades de estudo e etc.

    CONCLUSÃO..

    Nada se pode concluir desta grande merda com um únco texto. Pq uma questão de pirataria como esta envolve temas muito mais complexos como: estruturafamiliar..Educação..Oportunidades..investimentos socioeconômicos e mais um porrilhão de coisas q me fogem a mente agora e outros porrilhoes de coisas q eu jamais terei capacidade de descobrir

    ResponderExcluir