sábado, 29 de agosto de 2009

No país do carnaval

HOJE NO II IGUACINE

Filme de Miguel Przewodowskis e Edward Boggis visita carnaval carioca
por Larissa Leotério

Não, essa não é mais uma recriação de “Alice No País Das Maravilhas”. O projeto de Miguel Przewodowskis e Edward Boggis é ambientado no carnaval do Rio de Janeiro e conta com a veracidade da época, além de muitas visitas à locação e uma “super pesquisa”, como conta Miguel Przewodowskis. “Foi muito bem preparado, apesar do pouco recurso”, afirma.
A ideia surgiu no carnaval de 2000, quando Miguel percebeu na avenida o que seria o tema de seu curta: os excluídos do carnaval e do afeto. E já no início, o autor pensa no personagem e em seu nome: “Alice”, que veio ao acaso, por ser. Apenas mais uma Alice. E, apesar de ser o personagem principal, só se descobre quem ela é no final.

Da ideia até as gravações, o que significa exatamente oito anos, houve um grande trabalho de mesa, onde puderam “prever os imprevistos”. Estas previsões se devem, principalmente, às visitas às locações. Nelas, incômodos como helicóptero de emissora, que podem atrapalhar a gravação das vozes, puderam ser previstos.

“Porque o filme precisava ser feito no ambiente”. Miguel Przewodowskis explica essa necessidade da gravação no ambiente pela falta dos recursos financeiros e reforça a vontade da verdade do evento. E todas as dificuldades foram superadas pelo esforço de toda a equipe.


Interatividade:
O que você fez no último carnaval?

Nenhum comentário:

Postar um comentário