terça-feira, 18 de agosto de 2009

Luz, câmera, zoação!

O IGUACINE VEM AÍ

Amigos fazem zines de vídeos cômicos no e-zine Atrocidades cinematográficas. E mostram que a internet está de porta abertas para os antigos zineiros
por Wanderson Duke

Depois da invasão dos e-zines (revistas eletrônicas) e dos debates sobre a primazia da internet sobre os antigos zines impressos, outra mídia ganhou forma através da parceria iniciada no começo de 2009 entre os amigos Vitor Souza e sua câmera na mão e Filipe Sampaio, sempre com uma ideia nova na cabeça. Os dois comparsas de venturas e desventuras no underground cinematográfico, subiram para a internet o embrião dos fanzines em vídeo ao criar o e-zine Atrocidades cinematográficas.

“É uma ideia extraordinária!”, orgulha-se Vitor Souza. “O mix dá mais fôlego do que os zines impressos e mostra que, ao invés de temer o novo, os antigos zineiros podem continuar sua marcha em nome da divulgação de ideias livres, justamente por causa de ideias novas”.

Criar vídeos para fazer upload na internet deixou de ser um passatempo e se tornou uma fonte de renda a partir do momento que a dupla incluiu o Feed no blog, o que passou a render alguns trocados a cada clique. “Já cheguei a usar esse dinheiro como auxílio na renda familiar”, conta Filipe Sampaio, muito embora os amigos jamais tenham feito um grande esforço de divulgação do trabalho que faziam. “O acesso era razoavelmente grande, apesar de só divulgarmos para os amigos mais chegados”.

No início, os vídeos eram de bobagens, como eles próprios definem. Postavam apenas o que achavam que chamaria a atenção da blogosfera. Com o tempo, porém, começaram a subir vídeos humorísticos e até um programa “informativo”, no qual satirizavam com notícias verdadeiras. “Nessa época, já tínhamos um público muito bom. Nós percebíamos nossa popularidade com as pessoas”, relata Vitor.

Os amigos precisavam de jogo de cintura para manter o blog atualizado, alternando-o com seus respectivos trabalhos e os estudos. Segundo Filipe, a vida dos dois girou em torno desse círculo virtuoso durante muito tempo. Dedicavam horas e horas para obter um resultado satisfatório nos vídeos, que regravavam quantas vezes fosse necessário. “Era exaustivo, mas gratificante”, lembra Vitor.

Com o tempo, a dupla cansou-se da rotina. “Já estávamos ficando sem aquele feeling que nos deu popularidade”, acrescenta Vitor. Embora adorassem o que faziam, esses amigos inseparáveis acharam por bem dar um tempo no blog e nas brincadeiras. “Parar, ao menos por um tempo, foi a melhor solução”. Mas eles garantem: “Assim que tudo se estabilizar, voltamos com força total para o blog”, sintetiza Filipe.


Interatividade:
Você tem alguma idéia para o blog de Filipe? Qual seria?

Um comentário:

  1. Antes que alguém pergunte,o blog está off
    Grato.

    ResponderExcluir