quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

A transposição X Dom Cappio

STF contraria a vontade de Dom Cappio: obras de transposição do Velho Chico continuarão em janeiro.


Por Bruno Marinho
montagem: Bruno Marinho

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a continuação das obras de transposição do rio São Francisco para levar água, através de bombeamento por canais, a 12 milhões de pessoas que vivem, em estado de miséria, no sertão nordestino. Essa decisão caiu como uma bomba sobre o Bispo de Barra (BA), Dom Luiz Flávio Cappio que, em greve de fome a 23 dias, desmaiou e estava internado na Unidade de tratamento intensivo do hospital Memorial de Petrolina, em Pernambuco. Hoje o Bisto terá alta e irá decidir se continua ou não com seu protesto.

Dom Luiz luta pelo arquivamento do projeto de transposição do rio São Francisco, do governo federal, e a imediata retirada do exército dos eixos Leste e Norte. Segundo Cappio, o projeto causará danos ambientais irreversíveis e que 70% dele será destinado à irrigação e para produtores de camarão e de frutas para exportação. Apenas 5% serão aplicados para a população do sertão do semi-árido, que pagará caro pelo consumo da água.

Segundo a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a greve de fome de Dom Cappio está sendo encarada no Vaticano como problema de Estado envolvendo o Vaticano e o Brasil. falam também da hipótese de Dom Cappio ser afastado de seu bispado em Barra e que o próprio Papa Bento XVI escreveria ao bispo determinando o fim do jejum. Cappio diz que ele extrapolou todos os limites e causou um grande problema a Santa Sé.

“Tu nos indicas o caminho da desobediência civil e da objeção de consciência, que se associa à luta das organizações populares e dos movimentos sociais do Brasil e da Pátria Grande”, diz uma comissão de religiosos em uma carta de soliedariedade enviada ao bispo. Isso afirma a união de alguns grupos da igreja que concordam com Cappio e que todos estão lutando pelo que acreditam e defendem.
O governo afirma que está aberto a sugestões de como melhorar o projeto, mas que não irá se curvar a decisão de um homem.

Leia Mais...

De olho no real

Banco do Central desconfirma boato


Por Flávia Ferreira
Montagem: eresma e Banco Central

Nas últimas semanas correu, principalmente no Rio de Janeiro e Fortaleza, o boato de que o Banco Central estaria comprando moedas de 1 real, com a figura de Juscelino Kubitschek e do prédio do Banco Central em sua face, por um valor estimado em 18 reais. Alguns diziam até que seria pelo ouro contido em sua borda, mas em meio a todo esse disse me disse, o Banco Central esclarece esse rumor, em seu site, negando qualquer afirmação.

Segundo o Banco, assim como as demais moedas bimetálicas de 1 real, as moedas com a figura de Juscelino Kubitschek e do prédio do Banco Central permanecem normalmente em circulação e valem o correspondente a seu valor legítimo, ou seja, 1 real. O Banco Central somente recebe e troca moedas que estejam danificadas, com suspeição de legitimidade ou em processo de recolhimento (perda de poder liberatório).

Existem moedas comemorativas feitas com materiais nobres, como ouro e prata, cujo preço de venda é diferente do valor de face indicado na própria moeda. A cunhagem em metal nobre e a qualidade de suas gravuras, fazem delas obras de arte brasileira. Suas composições artísticas com temas históricos despertam o interesse de colecionadores e comerciantes.

Esses boatos, assim como outros tantos que rolam por aí, só se alastram pela falta de informação de seus disseminadores, contudo, as pessoas que recebem a tal informação não conferindo as fontes corretas continua o legado, espalhando tudo e aumentando alguns dados, criando assim uma teia de rumores sem fim.

Leia Mais...

Juventude brasileira

O jovem necessita ser visto e ouvido

Por Fávia Ferreira

A facilidade para fazer cartões de crédito torna o jovem uma máquina de gastos que movimenta parte da economia do país. Sua parcela de importância na sociedade é muito maior, pois além de financiar, em grande escala, a economia brasileira, são instrumentos construidores do futuro do país. E se os jovens herdarão as consequências de tudo o que se faz hoje, parece indiscutível que estejam presentes em todas as instâncias decisórias da vida social.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Projeto Juventude, as duas maiores preocupações dos jovens estão relacionadas à violência e ao desemprego, que são as áreas de maior impacto para essa faixa etária, porque atualmente o jovem brasileiro é uma pessoa sem emprego e sem oportunidades, que tem dificuldade para ingressar no mercado de trabalho e acessar uma Universidade, pois não recebe uma formação adequada na rede regular de ensino.

Ele é muito propenso à violência, especialmente nos grandes centros urbanos, sendo agente da violência ou vítima dela, já que se encontra despreparado para enfrentar situações diversas e fazer escolhas, pois, com medo de ser uma peça estranha, prefere seguir aquilo que outras pessoas querem.

O jovem recebe, a todo instante, a carga da responsabilidade de ser o futuro do país, contudo não tem a oportunidade de trabalhar seu presente, tendo que superar suas dificuldades, não estando preparados político-socialmente para pensar, hoje, nos seus problemas futuros.

Leia Mais...

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Vinhetas da plim plim!

Rede Globo reconhece o trabalho da Escola Livre de Cinema


Por Flávia Ferreira
imagem: Mazé Mixo

A Escola Livre de Cinema recebeu nesta quinta, dia 13 de dezembro, a presença do diretor de comunicação da Rede Globo, Luiz Erlanger, e o designer Hans Donner. Ambos vieram com o intuito de entregar cheques equivalentes a 380 reais para os alunos que produziram vinhetas de abertura compradas pela emissora.

No primeiro momento, o cineasta e responsável pela Escola Livre de Cinema, Marcus Vinicius Faustini, mostrou todo funcionamento da sala de edição e os estúdios, bem como o modo como eram feitas as animações. Apresentou os membros da escola e o procedimento utilizado para fazer os vídeos. Houve a exibição de Iguassu, um dos principais vídeos feito pelas crianças, que traz o lixo como tema principal. Assim, eles misturando estudos acadêmicos com o saber popular. Faustine, assim como todos os envolvidos, se mostrava emocionado por ver o reconhecimento do trabalho das crianças e falou que a rua é muito importante no processo, pois, segundo ele, "o interessante não é tirar a criança da rua, mas fazer da rua um espaço artístico e formador, explorando o lado criativo da periferia.

Hans Donner se divertiu e se mostrou entusiasmado com tudo o que era feito, se impressionou e chegou até a dizer que deveria haver outras iniciativas parecidas espalhadas pelo país, já que dão tão certo. Hans disse que ao estar ali, teve a chance de retribuir a oportunidade que teve na vida.
Essa iniciativa evidencia o valor e o talento da periferia , pois como disse Luiz Erlanger, " quando existe um esforço político de investir no talento e na educação, se consegue mudar uma realidade social. Além disso, ele também confirmou a renovação da parceria entre a Rede Globo e a prefeitura de Nova Iguaçu, para que as crianças do Bairro-Escola, no ano de 2008, possam participar dos projetos de criação da Globo.

E vamos que vamos!

Leia Mais...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Ato de cidadania

Moradores de Vila de Cava apostam na reciclagem
Por Marcelo Esteves

A Escola Agência de Comunicação esteve na Igreja de São Pedro, em Vila de Cava, para observar o trabalho de coleta seletiva feito por Isabel Pacífico, Helena Batista e seu Darcid, responsáveis por distribuir informativos pela vizinhança visando incentivar os moradores a juntar garrafas PET, papelão, latinhas de refrigerantes, jornais, revistas e sucata para, tão logo, serem recolhidos. Através do auxílio dos catadores Edemilton, Paulão e Eliazar, eles vão de casa em casa, com o objetivo social de reciclar e manter o bairro de Vila de Cava mais limpo, como também promover outro meio para eles adquirirem algum tipo de renda.

Porém, há sérias dificuldades na locomoção do lixo que será reciclado.

- O nosso triciclo está quebrado. Aí, então, é preciso carregar os sacos de lixo recicláveis nas costas ou arranjar uma bicicleta com baú - comentou dona Isabel.

Outro agravante mencionado naquela tarde foi a desistência de alguns catadores.

- Antes eram mais ou menos 16 catadores, hoje são apenas seis. Muitos sentem vergonha de serem vistos como catadores - conclui Helena.

Seu Darcid ainda realiza a função de revender os materiais já devidamente separados por Helena e Isabel, dividindo as quantias de dinheiro em partes iguais. O grande passo dado por esses cooperadores de Vila de Cava fica claramente registrado na forte disposição de preservar o bairro e a bela natureza da região do, agora rentável, lixo urbano.

Leia Mais...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Grande Festa

Escola Livre de Cinema comemora trabalho reconhecido

Por Flávia Ferreira
Imagem: Reperiferia

A Avenida Brasil- Instituto de Criação Social, o Projeto Reperiferia, a Prefeitura de Nova Iguaçu e o Programa Bairro-Escola oferecem nesta quinta, dia 13 de dezembro, um café-da-manhã para encerrar as atividades do ano, na Escola Livre de Cinema. Clima festeiro é em comemoração a venda de duas animações feitas pelos alunos da escola para a Rede Globo de Televisão. Para esse evento, estarão presente o prefeito Lindberg Farias, o diretor da Central Globo de Comunicações, Luiz Erlanger, e Hans Donner, designer gráfico responsável pelas vinhetas da emissora.


Esperamos você às 10 horas, na sede da instituição, em Miguel Couto, para prestigiar o reconhecimento do trabalho dos alunos.

Participe dessa festa!

Leia Mais...

Sessão comunitária

Centro Cultural Sylvio Monteiro exibe filme de graça


Por Flávia Ferreira


O Centro Cultural Sylvio Monteiro, localizado no centro de Nova Iguaçu, na rua Getúlio Vargas 51, exibirá nesta quinta, dia 13 de dezembro, o curta-metragem “Batismo de Sangue”, o qual traz para a cena cinematográfica, na forma de drama, a ditadura militar brasileira (1964-1985) em todos seus aspectos, com personagens lendários, grupos que se armam contra o regime, casos isolados relacionados à ditadura. O filme provoca a reflexão lúdica e pessoal de cada espectador, porém, este filme consegue relacionar a política com a fé, o que dificilmente é mostrado em uma produção com esta temática.

Este filme contou com a direção do eclético e premiado cineasta Helvécio Ratton, que já dirigiu curtas e longas-metragens ao logo de sua carreira, incluindo filmes de ficção, comédias e documentários. Seu longa de estréia, “A dança dos bonecos” (1986), recebeu prêmio em Brasília, em Gramado e em festivais da Itália, Alemanha e de Portugal.


Essa sessão será promovida pelo Ponto de Cultura Cuca da UNE em conjunto com o Pontão Nova Iguaçu. O encontro está marcado, agora só falta você garantir o seu lugar para curtir um cineminha de graça.

Leia Mais...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Amizade digital

Internet gera relacionamentos

Por Dardânia Carvalho
Foto: Aline Marques

Uma amizade é sempre necessária para a humanidade, pois o amigo está com você em todos os momentos, desde os momentos difíceis aos de felicidade. É sempre uma mão lavando a outra.

Através da internet, existem várias formas de manter, construir e até reconstruir uma amizade. Entre elas está o orkut, o e-mail, e o MSN. Eles te proporcionam conversar com pessoas que estão do outro lado do mundo, desconhecidas e até com quem você não vê há vários anos. No entanto, o MSN te possibilita conversar instantaneamente com diversos internautas, diferente dos outros meios.
O Orkut permite que você poste foto, vídeos, depoimentos, participe e monte comunidades, conheça pessoas de outros países e converse através de recados. Já o e-mail te permite enviar mensagens eletrônicas de forma rápida e segura.

Com todos esses meios de comunicação, hoje em dia só não tem amigo quem gosta de ficar sozinho. E isso não serve só para os jovens, mas para todas as faixas etárias, pois não existe idade para ser feliz.

Leia Mais...

Carnaval Escola

É sambando que se aprende

Por Flávia Ferreira
Foto: Bruno Marinho
O Colégio Municipal Hélcio Chambarelli, localizado no bairro de Nova América, realiza várias atividades extra-curriculares dentro do horário integral. O Carnaval Escola é um desses. Através do samba, os alunos aprendem a importância da reciclagem. A coordenadora geral, Mônica Bezerra, e a coordenadora de aprendizagem, Ingridi Gall, tiveram apenas uma semana para por em prática esse ‘mini’carnaval das crianças. Em conjunto com as estagiárias do Bairro-Escola, elas montaram um desfile com direito a samba enredo, fantasia e cavaquinho.
As fantasias foram feitas com jornal, papelão, saco de farinha, tampinha de garrafa, fitas, garrafas PET, barbante e tinta. Esse Carnaval, além da diversão, faz com que as crianças entendam o valor da do meio ambiente. Como afirmou a coordenadora de aprendizagem, todo o material utilizado foi trazido por eles.

A animação era visível nos olhos das crianças, que falavam como se sentiam participando dessa festa. Foi o caso da aluna da 3ª série, Mariane dos Santos, que achou bom e diferente fazer as fantasias com esses objetos. Várias outras crianças tinham o mesmo sentimento.


A comunidade apóia o evento e, como disse a moradora Luciene Rita, “é uma forma de se integrarem, através da cultura, no carnaval e, além disso, as crianças podem conhecer, aprender e vivenciar todo o espetáculo. Isso tudo é muito importante, pois influi no futuro que ela terá”.

Leia Mais...

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Coletivos de meio ambiente

Você sabe como preservar o meio ambiente?
Por Tatiana Sant’Anna e Carolina de Alcantara

É fácil. Basta não jogar metais, papéis, vidros ou qualquer outro material nas ruas, rios e encostas. Sendo assim, você estará colaborando para preservação do meio ambiente. Hoje em dia, muitas pessoas adquirem um bom lucro através desses materiais.

Atualmente, a palavra reciclagem está na boca do povo, porém, pouco se pratica. Foi pensando nisso que surgiram os coletivos de meio ambiente, que são espaços onde os moradores podem trocar opiniões e falar sobre preservação.

É importante a conscientização nos bairros sobre os problemas ambientais que ocorre dentro do município de Nova Iguaçu. A participação da população nos Conselhos Bairro Escola, levando opiniões e sugestões, são essenciais para a solução desses problemas.

O território iguaçuano tem 67% de áreas de preservação ambiental e importantes unidades de conservação criadas por leis federais, estaduais e municipais.
A educação ambiental procura ajudar a população a entender os problemas ambientais do município, levando-as a respeitar e a colaborar na conservação do meio ambiente.

Faça a sua parte!

Leia Mais...

Coleta Seletiva

Vila de Cava tem coleta seletiva

Por Camila Elen e Flávia Ferreira


Pessoas como Seu Darcídio, Dona Isabel e Ana Clara, ambos motivadores da iniciativa de coleta seletiva em Vila de Cava, uniram-se em grupo de catadores (foto) para recolher materiais recicláveis, já separados, na comunidade. A idéia central é conscientizar e melhorar o meio ambiente com o esforço direto das pessoas do bairro.

Segundo Seu Darcídio, "não existe um dono, não somos nem um pouquinho capitalistas. Não importa o que o indivíduo tem ou o que o cara é, visamos o ser humano. Tudo é decidido em grupo, sempre em grupo". Através de pequenos avisos as pessoas ficam sabendo da ação, então, separam o lixo reciclável do não reciclável, guardam e esperam os coletores em suas casas.
Hoje, 60 casas colaboram com a coleta, e o mais surpreendente é que pessoas de outras localidades também colaboram. Atualmente dez famílias do bairro tiram seu sustento com a reciclagem dos resíduos, mostrando as inúmeras possibilidades que o lixo traz e que, através da RECICLAGEM, é possível conseguir um trabalho honesto, digno e que gera renda.

Leia Mais...

Educação Ambiental

Alegria de cuidar do meio ambiente

Por Daniel Santos e Thiago Oliveira - Foto: Rafael Nike
Existem lugares e pessoas que lutam para conscientizar a população sobre a preservação do meio ambiente e formas de reciclagem. Essas iniciativas vêm de pessoas como a gente, que participa de ações voluntárias e que se preocupa com o futuro.


É o caso da educadora Márcia Guadalupe (foto), que abriu sua casa para receber as crianças da rede municipal para um trabalho bem interessante de educação ambiental. Márcia é parceira do Bairro-Escola. Lá na "casa da Márcia" elas vivem o meio ambiente.

Nessas tarefas, as crianças aprendem brincando a dar valor a terra, as plantas e até mesmo como plantar uma hortinha. Aprendem também o significado das cores nos latões da coleta seletiva e identificam objetos que podem ou não ser reciclados.

Atitudes como essas fazem com que a sociedade passe a ter uma nova visão e a dar mais importância ao meio ambiente.

Leia Mais...

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Oportunidades

Três chances que podem mudar sua vida.

Por Flávia Ferreira

A prefeitura de Nova Iguaçu disponibilizou 200 vagas para o curso de informática básica do Telecentro localizado dentro da Universidade Estácio de Sá. Os cursos acontecem duas vezes por semana com duração de cinco meses. Não é sempre que se tem a chance de fazer um curso de informática gratuito, a oportunidade é única, então não a deixe escapar. Se estiver interessado, entre em contato pelo telefone 2669-4487 ou pelo e-mail edscard@gmail.com.

Já o Banco Carioca de Bolsas de Estudo está oferecendo 203 bolsas integrais, no município do Rio, para pessoas de baixa renda que queiram cursar gratuitamente o Ensino Fundamental, Faculdade Informática ou aprender Francês. Se você se interessou, entre no site da Prefeitura do Rio ou ligue 3973-3800. Os Centros de Assistência Social da Prefeitura do Rio funcionam das 9 h às 17 h. Corra e se inscreva.

Tem também o pré-vestibular da Prefeitura de Nova Iguaçu, que abriu inscrições até dia 23 de janeiro para moradores do município. Os interessados devem comparecer a uma das quatro escolas cadastradas, de segunda à sexta, das 18h30 às 21h30, dentre elas a E. M. Monteiro Lobato (Rua Professor Paris s/nº, Centro) e a E. M. Ruy Berçot de Mattos (Rua Okir 282, Bairro Jardim Alvorada). O aluno precisa levar comprovante de residência, duas Foto 3x4, comprovante de escolaridade e uma cópia da identidade. Ingressar em uma faculdade só depende de você, não perca tempo.

Leia Mais...

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

A boa da noite

Shows em praça pública agitam as noites do TEIA 2007.
Por Kézia jacomo

Nem o frio foi capaz de desanimar as noites na capital mineira durante o TEIA 2007. Em um palco montado na Praça da Estação, em frente ao Museu de Artes e Ofícios, artistas populares como Alceu Valença e Martinho da Vila marcaram presença apresentando, além de suas músicas, os Pontos de Cultura apadrinhados por eles.

Os shows tiveram início com o Clube da Esquina (um movimento musical nascido na década de 60, em Minas Gerais), apresentando o Ponto de Cultura Humbiumbi-MG, que desenvolve um trabalho musical com jovens de comunidades carentes e em situação de risco social. Esses jovens tiveram no TEIA a oportunidade de articular e desenvolver seu próprio trabalho, onde se destaca a valorização da cultura popular como “o côngado mineiro”, que, por sinal, proporcionou à platéia um dos mais belos espetáculos apresentados no TEIA.

Finalizando, o cantor Happin Hood subiu ao palco juntamente com o Ponto de Cultura Vila Augusta_SP promovendo um verdadeiro baile levantando a massa com a batida envolvente do rap.

Quem não foi, perdeu!

Leia Mais...

Uma casa de show diferente!

Nova Arena arrasa com noite GLS. Por Karen Cristina
Imagens: Brenno Stock e Karen Cristina

Pessoas de todos os estilos, raças, cores e etnias se divertem sem nenhum tipo de constrangimento e preconceito em relação a sua escolha sexual. Homossexuais, bissexuais e heterossexuais dividem o mesmo espaço, reservado para seus valores, num lugar diferente de todos os outros, na boate Nova Arena.
Há muito tempo pessoas viam essas casas como um setor de pura orgia, mas hoje, a visão é bem diferente da citada. As pessoas não vêem nesses locais um transtorno para a sociedade, mas sim, um crescimento conjugal da mesma. Por ser um local frequentado por pessoas que sofrem preconceito, gerado pelo público da nossa cidade e de centenas de outras, é relativamente mais seguro que outras casas de shows, o motivo é fácil: o respeito que os envolvem dentro desses lugares. Um exemplo claro disto é que se você estiver acompanhado, seja de homem ou de mulher, nenhum frequentador deste ambiente irá te dar uma “cantada”, é aí que a Arena se difere de outras casa. Por esse motivo que casais héteros resolvem curtir em um lugar assim.


A Arena possui dois ambientes, o primeiro toca músicas eletrônicas e dançantes, já no segundo, você encontra funk, raggae e, é claro, uma apresentação de um grupo musical da casa. Sendo assim, todas as pessoas, independente de seu estilo musical, podem frequentar essa grande casa de show, é só deixar de lado uma coisa chamada preconceito e se divertir como nunca em um lugar livre de discriminação, onde pessoas normais, de escolha diferente da sua, fazem a diferença.

Leia Mais...

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Evolução x conservação: o que fazer?

Manejo sustentável como ponto de equilíbrio
Por Flávia ferreira
Imagem: Salvatore
Se olharmos o mapa do Brasil, veremos que a Mata Atlântica segue toda a faixa litorânea do nosso território, acompanhando o oceano Atlântico, de onde originou seu nome. Esta mata pode ser considerada, por conta de sua fauna e flora, uma das mais ricas florestas tropicais do planeta. Um conjunto de matas que se estende do Ceará ao Rio Grande do Sul, passando por Piauí, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Paraná e Santa Catarina.

O capitalismo adotado pelo Brasil nos últimos tempos, buscando uma evolução a qualquer custo, obteve como resultado a devastação quase total de nossa floresta, e com isso uma decadência na qualidade de vida do campo e da cidade, que cresceram com essa ideologia.

Um dos visíveis impactos ambientas causados por essa destruição é o efeito estufa, pois as árvores em geral contribuem para baixar os índices de dióxido de carbono no ar, o que não ocorre em conseqüência do desmatamento, ocasionando elevadas temperaturas e fortes chuvas. A cidade de Nova Iguaçu obtêm parte desta floresta, a qual, atualmente, se encontra reduzida quase à metade pelas queimadas. É visível a destruição causada pelo homem e suas máquinas, a maior causa disso é a pedreira localizada na Serra de Madureira.

Mesmo reduzida e fragmentada, a Mata Atlântica ainda abriga áreas florestais riquíssimas, com milhares de espécies vegetais e animais endêmicos, ou seja, que não existem em nenhum outro lugar. Ao total, ela abriga cerca de 450 espécies de árvores por hectare, 20 mil espécies de plantas (oito mil endêmicas), 261mamíferos (73 endêmicos), 620 aves (160 endêmicas), 200 répteis (60 endêmicos) e 268 anfíbios (253 endêmicos).

A exploração correta dessa biodiversidade é possível por meio do manejo sustentável, essa nova concepção inclui a necessidade de preservação do ambiente, significando, enfim, um desenvolvimento que atenda as necessidades do presente sem comprometer a vida do planeta e das futuras gerações.

Leia Mais...

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Jota Rodrigues: mais de meio século de poesia popular

“O bom artista nem sempre é visto pela sua boa arte, mas sim pela simplicidade”
Por Rodrigo Valo e Saulo Ribeiro

José Rodrigues de Oliveira ou apenas “Jota Rodrigues” é poeta popular de literatura de cordel, xilogravador, grande conhecedor das plantas medicinais e, acima de tudo, um homem simples. Nascido em águas belas, sertão de Pernambuco, Jota obteve desde cedo o interesse pela arte, se maravilhava e ficava até altas horas ouvindo seu pai, José Salustiano, lavrador e violeiro repentista, tocar depois de um dia de trabalho.


Em 1946, José escreve o seu primeiro folheto: “Cordel tiatro e curtura da roça” e no início de 64 o poeta chega a Morro Agudo, Nova Iguaçu. Depois de editar várias obras, o cordelista se apresenta à Feira de São Cristóvão onde é discriminado por ser analfabeto. Surpreso com a ignorância dos seus pares, desconhecedores da verdadeira identidade do cordel, Jota passa a procurar outros meios de divulgar suas obras e começa a apresentar sua proposta em museus, escolas, creches e universidades.


Os temas abordados pelo poeta refletem fantasia, desejos, sonhos, esperanças, fatos históricos e o sofrimento do povo. Até agora são mais de 400 obras, entre eles folhetos com oito páginas, romances com 32 e um livro intitulado “Primeira Antologia de Cordéis do Jota Rodrigues”, no qual são reproduzidos, na íntegra, 12 folhtetos do autor.


O cordelista, mesmo sofrendo diversos momentos difíceis para divulgar seu trabalho diz:


- Para viver na arte tem que viver para arte – afirma o poeta.

Leia Mais...

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Nós na TEIA

Nova Iguaçu invade evento cultural em Belo Horizonte.

Por Rodrigo Valo
Imagem: Kézia Jacomo

Diversos integrantes da Escola Agência de Comunicação, da Escola Livre de Cinema, da Secretaria de Cultura de Nova Iguaçu e do grupo Nós da Baixada foram até Belo Horizonte vivenciar e representar o município iguaçuano no evento nacional de diversidade cultural chamado TEIA 2007.

A capital mineira acolheu bem os pitorescos personagens de Nova Iguaçu. Esse seria o início de uma série de eventos que culminariam no reconhecimento do Projeto Bairro-Escola no maior encontro da cultura brasileira.

Entendendo o TEIA 2007

Mais de 600 pontos de cultura se reuniram entre 07 e 11 de novembro, em Belo Horizonte, para o grande encontro da diversidade brasileira, o TEIA 2007. Os pontos de cultura são organizações espontâneas da sociedade que promovem cultura, educação e economia solidária em suas comunidades. Hoje, existem 650 pontos de cultura espalhados pelo Brasil. A TEIA cumpre a função de estimular a construção de formas democráticas e participativas de uma política de cultura para o país.
Para abrigar as diversas atividades foram utilizados vários espaços culturais da capital mineira como: a Serraria Souza Pinto, o Palácio das Artes, o Teatro Francisco Nunes, o Museu de Arte e Ofícios, o Centro Cultural UFMG, a Praça da Estação, A Estação do Conde e a Funarte Casa do Conde.
A programação focou a relação entre cultura e educação, onde o principal objetivo foi promover o diálogo em torno do tema “Tudo de Todos”.

Leia Mais...

Nós na TEIA II

Jornalismo cultural Independente: O que é? E para quem?

Por Rodrigo Valo e Janaína Russo

As oficinas de jornalismo cultural ocorridas no TEIA 2007 tinham como principal objetivo discutir e entender essa nova proposta jornalística, ou seja, de um jornalismo cultural independente. Através de dinâmicas de grupo e diálogos em mesas rotativas, sempre coordenadas por um instrutor, tentou-se chegar a um entendimento mútuo dessa proposta inovadora. Mas então o que é Jornalismo cultural independente?

Independente é a palavra chave dessa questão, mas uma independência real se torna algo utópico. A palavra “alternativa” soaria como um sinônimo adequado para o termo “independente”, que exemplifica um jornalismo cultural alternativo ao padrão utilizado pela grande mídia. Essas informações nos levam a resposta da segunda pergunta: “E para quem?”.

Para quem quiser. Para aqueles que procuram informação de modo diferenciado a que estamos acostumados.A internet é a principal ferramenta desse processo através de sites que funcionam como compartilhadores de informação, cria-se, então, uma teia entre nós, agentes comunicadores, como é o caso dos sites 100canais e Agênciateia2007, que, juntos, promovem e participam desse novo tipo de jornalismo.

Jovem-repórter aprende com o TEIA

Quatro estagiários da Escola Agência de Comunicação de Nova Iguaçu foram privilegiados para participar do TEIA 2007. Daniele Brito, Janaína Ribeiro, Kézia Jacomo e Rodrigo Valo foram para Belo Horizontes com seu coordenador, Bruno Tupan, aprender sobre cultura e educação em diversas áreas, também retratar e entender mais sobre o Bairro-Escola. Lá, eles puderam conhecer a cultura de outras cidades do Brasil, assistiram a seminários, participaram de oficinas de jornalismo, de encontros culturais e, principalmente, obtiveram atenção, informação e inclusão de profissionais experientes da comunicação, fazendo a diferença no incentivo e motivação da vida profissional desses jovens.

Imagem: 100canais.

Leia Mais...

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Unidos para mudar

Seminário na CDL demonstra que várias cabeças pensam melhor que uma
Por Bruno Marinho
Os representantes das coordenadorias e secretarias de Participação Popular, da Infância e Juventude, Valorização da vida e Prevenção da Violência, Meio-Ambiente e Projetos Urbanos, se reuniram no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas, no dia 5 de novembro, para refletir sobre a atuação das mesmas dentro do Bairro-Escola, um projeto do governo Lindberg Farias que integra a escola ao bairro para que as crianças tenham, além do horário integral, atividades extracurriculares dentro do sua comunidade com a ajuda dos moradores.
No início da palestra a coordenadora geral do Bairro-Escola, Maria Antônia Goulart, fez a apresentação e o direcionamento do seminário.

- Vamos produzir um olhar coletivo de tudo que estamos fazendo, ler o conjunto de ações das secretárias e juntar as experiências em uma ação com todas as coordenadorias- disse ela.

Os principais problemas apontados pelos participantes foram: a falta de comunicação entre secretarias do Bairro-Escola, os espaços para as atividades e os colaboradores. Contudo, houve o levantamento dos grupos atuantes como: os ComVidas, o GRAAL, Escola Aberta ,áreas de esportes em clubes esportivos, aulas de basquete e outras melhorias na estética, iluminação e pavimentação do bairro.
No final do seminário foi apresentada a Escola Agência de Comunicação do Bairro-Escola, que vem para fazer a ligação entre as coordenadorias e secretarias do projeto, além de repercutir as ações que ocorrem na cidade.

Leia Mais...

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Do Méier para o MUNDO

Dj Marlboro agita a festa de encerramento do Projeto Juventude Cidadã

Por Brenno Stock
Fernando Luiz Mattos da Matta, popularmente conhecido como DJ Marlboro, é o pai do funk carioca. Além de Dj, também é escritor nas horas vagas e produtor fonográfico. O funk que antes era coisa de "preto e favelado", vem animando festas de elite hoje em dia.

Numa entrevista exclusiva ao JOVEM REPÓRTER, ele nos mostra que o sucesso de 24 anos de carreira não subiu à cabeça. Malboro falou da sua empreitada internacional e como a mídia tem repercutido o funk e seu trabalho. Antenado, o dj vem dominando as rádios e várias ferramentas da internet como o MYSPACE, FOTOLOG, LAST.FM e comunidades do orkut. O DJ tocou na festa de encerramento do Projeto Juventude Cidadã promovido pela Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu. A festa? Bombou, é claro!

Jovem Reporter: Quando começou sua ligação com o funk?
Marlboro:
Comecei em 77, sou DJ há 30 anos, faço baile e toco funk. Eu sempre toquei Black Music, sempre toquei música negra. A Tendência na época era até mesmo internacional. O funk nacional não existia naquela época, só o internacional. E em 88, o Hermano Vianna fez a uma tese de mestrado que acabou virando um livro chamado “O Baile Funk Carioca”, daí eu ganhei uma bateria eletrônica e eu mesmo comecei a fazer as letras de funk, a formular as músicas e inventar os artistas, meu primeiro show foi em 89.

JR: E o que mudou de lá pra cá?
M: O funk ganhou cada vez mais originalidade, mais autenticidade, cada vez mais ficou desligado da coisa da origem internacional e ficou mais nacionalista, misturado com forró, com pagode e com axé. Cada vez mais ficou como uma coisa brasileira.

JR: E por que o funk carioca é tão original?
M: Porque o funk que se faz no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, não se faz em nenhum outro lugar do mundo. Essa originalidade se dá em virtude da galera, dos DJ’s dos MC’s. Há um tempo atrás era discriminado, as pessoas não davam nem um “alô” e até chamavam a música de marginal e desclassificada - até porque o funk é representado por uma população carente, que já era marginalizada. Hoje o funk dominou o mundo inteiro: Japão, Estados Unidos, Europa. Antes as pessoas falavam assim:
- Caramba! E a gente pensou que não ia chegar em lugar nenhum.
Agora está aí, conquistando o mundo.

JR: Como a mídia vem mostrando o funk?
M: De todas as formas. Graças a Deus parou a perseguição, de que tudo de ruim que acontecia na cidade era culpa do funk.
- Houve um arrastão ali.
- A culpa é do funk.
- Quebra-quebra não sei aonde.
- A culpa é do funk.
Quer dizer, pararam com isso, mas ainda continua com a discriminação de alguma forma. De algum otário, de alguma autoridade que não conhece o funk e que fica perseguindo, proibindo ou coibindo o funk.

JR: Depois de produzir a cantora M.I.A., do Sri Lanka, você está produzindo algum outro artista internacional?
M: Eles estão sempre se apropriando do funk. Tem vários artistas internacionais que estão pegando a batida do funk e fazendo produção, pegando as coisas daqui e começando a fundir com outras. Fico muito feliz por hoje estar sendo copiado por artistas internacionais, eu não imaginava que isso pudesse acontecer. Imaginava que o funk fosse conquistar seu espaço, o respeito da mídia e da população, e eu não ia ver isso. Imaginei que isso só fosse acontecer quando eu já estivesse morto ou aposentado, bem velhinho. Mas graças a Deus vi isso em vida.

JR: Quais são os novos nomes do funk para 2008?
M: Tem muita gente, tem o Jamay, Vinny e Will, Mayara, tem vários . O funk é um grande caldeirão de novidades.

Leia Mais...

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Sorria Bairro-Escola

Programa de saúde bucal investe na educação contra cáries

Por Flávia Ferreira

A saúde bucal é um dos problemas que mais preocupam a humanidade, ir ao dentista pode não ser a coisa mais agradável, porém é necessário. Segundo pesquisas, as crianças de até 3 anos de idade possuem, em média, pelo menos um dente com cárie. Quando a idade é de 5 anos esta média aumenta para três dentes cariados por criança.

O projeto Sorria Bairro-Escola é um projeto pioneiro na Baixada Fluminense, onde todas as crianças matriculadas nas creches municipais receberão, durante um ano e meio, instruções sobre como cuidar de sua saúde bucal. Nessa ação serão distribuídos três mil kits contendo: escova de dente, pasta de dente e fio dental. As crianças contempladas pelo programa terão seus dentes tratados nas próprias creches com uma técnica que dispensa o uso do temido motorzinho. Essa técnica trata dos casos de cárie dentária, principalmente em estágio inicial.

- O projeto veio para fazer com que as crianças tenham habito da escovação e que aprendendo isto na escola, obviamente o fará em casa. A promoção deste projeto é um meio de dizer que a educação se faz com saúde e a saúde com educação - disse Marli Freitas, secretária de saúde do municipio de Nova Iguaçu.

Leia Mais...

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Da-lhe altitude!

Voar não é tão fácil como parece

Flávia Ferreira

Na Serra do Vulcão, também conhecida como Serra de Madureira, existem várias trilhas que atraem adeptos de esportes radicais. Há duas rampas para a prática de parapente e asa delta localizadas a 600m de altura, onde se pode chegar de carro ou gaiola – carro de madeira que utiliza motor de fusca. Para chegar até a rampa basta usar o acesso em frente à Universidade Iguaçu (UNIG) ou ao lado da fábrica de cosméticos Embeleze.

Foi por esse caminho que subimos, a pé, até a rampa de salto. Lá do alto é possível ter uma vista panorâmica da cidade e de vários outros pontos do Rio, como o Cristo redentor, Serra de tinguá, a praia da Barra e parte de Campo Grande. Abaixo, segue a entrevista que fizemos nas alturas com o instrutor de vôo livre Damião.


Há quanto tempo trabalha no esporte? Ele é muito praticado?
Trabalho há dois anos. É muito. Mas a melhor época para o vôo é o verão.

A Serra do Vulcão é um bom ponto para vôo?
Sim. Tem quadrante norte, o que proporciona uma excelente decolagem.

Quais as maiores dificuldades em um vôo?
Vento, o medo de decolar, falta e treino.

Quais os pontos turísticos daqui?
As trilhas, as matas, as rampas, o monte céu aberto, a cara do leão, entre outros.

Você indica os jovens a praticarem?
A prática é boa, a questão é respeitar o vento e saber quando decolar.

Leia Mais...

Jorge Vercilo ao vivo

Jorge Vercilo estará em Nova Iguaçu em única apresentação
O cantor se apresenta no dia 5 de outubro às 23hrs, na casa de show Rio Sampa, tocando seus novos e antigos sucessos, entre eles, "Que nem maré", "Fênix" e "Homem-aranha".

Esse grande compositor brasileiro traz para Nova Iguaçu seu já consagrado show do álbum "Jorge Vercilo ao vivo". O evento ainda conta com a participação dos melhores DJ's do Rio para agitar antes e depois da festa.

Clique aqui para mais informações do evento.

Leia Mais...

Universidade Pública em Nova Iguaçu

Moradores de Nova Iguaçu têm a oportunidade de ingressar em universidades federais e estaduais.
Bruno Marinho

O Iguaçuano recebe um grande presente, a Universidade Federal Rural chegou à Nova Iguaçu. O prédio está em construção no terreno ao lado do Aeroclube, porém, as aulas estão acontecendo no Colégio Municipal Monteiro Lobato, no Centro. Isso só foi possível através de um acordo feito entre o prefeito Lindberg Farias e a secretária municipal de Educação, Marli de Freitas, assinado em Brasília, no dia 14 de novembro de 2005. O convênio com o Ministério da Educação é para a construção do campus avançado da Universidade da Baixada, no município, e vai criar duas mil vagas para alunos. A administração do campus será de responsabilidade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Além da rural, temos em união com a UFRJ o pré-vestibular de Nova Iguaçu, que é um projeto de extensão realizado com a parceria da Universidade com a Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu. Desta forma, constitui-se um trabalho de integração das atividades de ensino, pesquisa e extensão, cujo principal objetivo é ampliar a possibilidade dos jovens de origem popular ingressarem no ensino superior, contribuindo na prática, para a democratização do acesso à universidade pública. São 450 vagas oferecidas para estudantes que comprovem residência na cidade e estejam cursando a terceira série ou tenham concluído o ensino médio.

No Brasil, a taxa de desemprego ainda está alta e com um curso superior as portas se abrem. Aproveite esta oportunidade!

Leia Mais...

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Fernanda Abreu com exclusividade!

“O artista não tem o papel de formar ou transformar como os políticos.”
Flavia Ferreira e Camila Elen

Na semana passada, demos em nosso blog a dica do show da cantora Fernanda Abreu, que rolou no SESC de N.I. Nossa equipe aproveitou e foi conferir. Fernanda cantou as músicas do álbum MTV ao vivo, que balançaram a galera. Mesmo após 25 anos de estrada, ela não perde o pique e o entusiasmo. Dê uma olhadinha na entrevista que ela nos concedeu.

Como é ser Fernanda Abreu?
É fácil. Assim como qualquer outra pessoa, eu tenho responsabilidades, como cuidar de filhos e marido e a parte artística, como compor, gravar videoclipes, realizar shows.

Onde busca inspiração para montar seus espetáculos?
Primeiro surgem às músicas e depois os espetáculos. Inspiro-me em coisas variadas, mas principalmente na observação do dia-a-dia, uma conversa com um amigo, um outdoor, confissões amorosas, a situação do Rio de Janeiro. Busco com poesia falar a realidade.

Você declarou seu amor pelo Rio várias vezes, mas atualmente como você vê o Rio de Janeiro?Precisamos ter consciência se quisermos fazer algo por este estado. Nossa saída não é o aeroporto. É votar nas pessoas certas e cobrar de mesmas, afinal vivemos em uma sociedade e para torná-la mais justa e igual temos que cobrar não só dos nossos dirigentes, mas de todos.

O que você, como formadora de opinião, pode fazer para torna esta sociedade mais justa?
O artista não tem o papel de formar ou transformar como o político, o qual você vota e que cria leis e emendas, entretanto nós temos uma ascendência muito grande perante as pessoas, nesse ponto podemos ser vetores nessa transformação.

Manda um recado para os jovens que querem fazer algo pelo Rio.
Vocês vão herdar o Rio, então, se não fizerem nada vai ficar cada vez pior. A idéia e se conscientizar e tentar ver saídas e soluções. Ter sempre a cabeça no lugar. Contem comigo!

Leia Mais...

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Ele está chegando

Cine Tela Brasil passará por Nova Iguaçu


Flávia Ferreira

O Cine Tela Brasil é a primeira sala de cinema do país que vai até você. Ela percorre as periferias e as cidades levando o cinema para quem não tem acesso às salas convencionais. Este cinema popular trata-se de uma sala com conforto e padrões altíssimos.

Ele conta com: sala escura, 225 lugares, ar condicionado, projeção cinemascope 35 mm, som stereo surround com leitor a laser, tela de 21m². Serão exibidos os seguintes filmes brasileiros: Se e fosse você e Casamento de Louise, para adolescentes e adultos, e Turma da Mônica, para as crianças. A exibição de filmes nacionais tem o propósito de mostrar para o público nossa realidade, nossos problemas.

O Cine Tela Brasil muda de cidade toda semana. Você tem apenas três dias para pegar um cineminha, então dê uma olhada no site da sala de cinema itinerante para saber o local mais próximo de você.

Leia Mais...

Bairro-Escola rompe fronteiras

Bairro-Escola esteve no Fórum Mundial de Educação em São Paulo
Fabian Grajaú
Mais uma vez o Bairro-Escola mostrou sua importância na área da educação. Expandindo cada vez mais as nossas fronteiras, representamos Nova Iguaçu e o Rio de Janeiro no Fórum Mundial de Educação Alto Tietê 2007, na cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo. O fórum, que contou com a colaboração de 11 cidades do interior paulista e representantes de todo o mundo, serviu para a confirmação de que uma educação bem elaborada e trabalhada é a meta de todos para o futuro.


A responsabilidade social gera grandes repercussões nos dias atuais. Houve uma palestra especial sobre esse tema com a filósofa Elana Goldstein, que é autora de alguns livros de sociologia e é pós-graduada pela Unicamp – Cultura Nova. Elana foi bastante incisiva nas suas afirmações. A parte mais importante da palestra frisou que a valorização da Responsabilidade Social nas empresas é resultado da omissão do Estado perante a todos.

-Todos nós temos a nossa parcela de culpa na omissão do estado - finalizou Elana.


No momento mais esperado do dia, cobrimos a palestra Memória Paulo Freire, liderada pela conceituada Martha Marcondes, que é pesquisadora do Instituto Paulo Freire, professora universitária pós- graduada em pedagogia e estagiária do CEPEC (Centro de Estudos e Pesquisa em Educação e História de Paulo Freire). Foi debatida a influência de Paulo Freire na educação nacional e o advento das técnicas educacionais do século XXI, Martha disse valorizar a leitura pelo fato do olhar não ter fronteiras e elogiou a política do Bairro-Escola como uma forma de unificação e inclusão social.


Para finalizar, refletimos sobre uma alternativa possível para nos livrar da exclusão social e como poderíamos fazer a diferença. O Fórum Mundial de Educação atingiu seu objetivo e levou as práticas pedagógicas ao conhecimento de todos, ajudando a formar uma educação bem elaborada e eficaz para o futuro.

Leia Mais...

Festival do Rio chegou com tudo!

Mostra envolve principais pontos do Rio.

Flávia Ferreira

O Festival do Rio surgiu com a união de dois grandes festivais de cinema do país: o Rio Cine Festival e a Mostra Banco Nacional de Cinema. No total, 400 filmes, nacionais e internacionais, serão exibidos em todo Rio de Janeiro, seguidos de palestras e discussões sobre as novidades que envolvem o cinema.

Dentre as programações está o Foco China, o qual pretende mostrar a força do mercado cinematográfico chinês; Filmes Documentados, que dá ao público a oportunidade de assistir a documentários exibidos pela primeira vez no Brasil; Limites e Fronteiras, que trata das grandes questões do cenário mundial, com ênfase nas obras de ficção e documentário; Mostra Gay, que reflete as modificações na imagem do homossexualismo e na forma como a sociedade trata essa questão; Tesouros da Cinemateca, que mostra filmes antigos recuperados através de um minucioso processo.
O festival acontece em mais de 30 locais e conta com a presença dos vencedores dos principais festivais de cinema do mundo. Agora só falta você correr e escolher a programação que mais te agrada. Para saber mais, de uma olhada no site do festival e fique por dentro.

Leia Mais...

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Febre de Lan House

Cresce o número de usuários que viram a noite na internet
Por Nike
Em cada ruazinha elas estão lá, com seus vidros de fachada predominantemente negros e sempre abarrotados de pessoas sol a sol. As lan houses agitam o mercado sendo uma boa saída para uma galera que ainda não acessa a internet em casa, por não ter banda larga ou computador próprio.

Hoje, existe uma produção estética futurística, as salas têm canhões de luz, som ambiente, promoções de horários, café da manhã, brindes, lanches, com isso a atmosfera formada é de um ponto de encontro onde muitos seguem madrugadas jogando em rede.

A cada dia uma nova loja é aberta em alguma cidade do país, seja nas metrópoles ou em pacatos lugares do interior. Ao analisar esses espaços, deparamos com números expressivos. Segundo o jornal Radar, em 1996 apenas 100 mil brasileiros acessavam a rede mundial. Hoje, mais de 30 milhões de brasileiros usam computadores e acessam o mundo virtual. Há cerca de 6 mil cyber cafés e lan houses no Brasil, contra 25 mil na Coréia do Sul e 15 mil nos EUA.

Leia Mais...

O mundo dos livros vem aí!

Bienal traz novidades para o Rio

Por Flávia Ferreira

A Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro é o maior evento do mercado editorial brasileiro e reúne pessoas ligadas ao mundo do livro como: jornais e revistas, editores, livreiros, distribuidores, agentes literários, importadores e exportadores do setor e outras empresas de materiais e serviços associados à produção do livro. Esta realização cultural e empresarial já acontece há 24 anos.

Essa edição terá novas atrações dentro da programação como O Botequim Filosófico que, em clima de barzinho, vai estimular a reflexão de diversos temas; a Esquina do Leitor, que é uma área reservada para discussão através de votação eletrônica, com a participação do público; e a Arena Jovem, que será um espaço feito para os jovens conversarem com inúmeras personalidades sobre temas diversos.

A bienal é um movimento literário de mobilização nacional que bate recorde a cada ano que é realizado. Não deixe esta oportunidade escapar, dê um pulo lá no site para saber mais do que vai rolar.

Leia Mais...

Encontros e desencontros

A difícil busca do par perfeito

Por Flávia Ferreira

Quem está sozinho e anda a procura de um amor, às vezes atravessa inquietações chegando a se perguntar onde e quando irá encontrar sua cara-metade. Existem os que são mais confiantes, devido a boas experiências sentimentais vividas no passado e acreditam que a chegada de um novo par é questão de tempo. Ele surgirá de repente, em meio às múltiplas atividades que exercem, das amizades cultivadas e da vida profissional, social, esportiva ou cultural.

A Internet é o grande meio de ligação dos jovens e, através dos sites de relacionamento como orkut, MSN, entre outros, cada vez mais pessoas são atraídas a marcar encontros, mas nem sempre promessas se cumprem e esperanças se concretizam.

O curioso é que muitos que estão à procura de um grande amor, não sabem precisamente o que é amar, nem exatamente o que desejam. Sem saber ao certo como seria a pessoa ideal, algumas pessoas buscam encontrá-la, magicamente, nas baladas, afinal, festas, bares e eventos musicas reúnem uma grande quantidade de solteiros. Não é descartável a chance de se conhecer alguém especial nesses locais, porém são remotas, comparando com locais de trabalho ou estudo, festas de amigos próximos, pessoas apresentadas por amigos ou parentes, por exemplo.

Os maiores problemas para firmar um relacionamento são as exigências descabidas, dificuldades de se relacionar, ou de estar de bem consigo mesmo, de ter interesses mais amplos na vida. Se orientar melhor, conhecer a si mesmo e saber de forma segura o que espera de uma relação, é a primeira medida efetiva, para encontrar sua alma gêmea.

Leia Mais...

Nova Iguaçu recebe Fernanda Abreu

Cantora sacode a cidade ao som do pancadão
Por Thiago Chagas

Imperdivel! A cantora Fernanda Abreu estará no SESC de Nova Iguaçu apresentando canções recheadas de citações do cotidiano carioca. Esse evento sensacional estará acontecendo no dia 22 de setembro às 21hs.

Os ingresos já estão a venda no local do evento com o preço de 8 reais (com carteira de estudante e identidade), após o dia 19 de setembro o ingresso custará 10 reais (com carteira de estudante e identidade) e 20 reais.

Classificação é de 16 anos.

Leia Mais...

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Manson invade o Rio

Anticristo Superstar está de volta depois de dez anos
Por Rodrigo Valo
Marilyn Manson é, com certeza, uma das mais polêmicas personalidades do mundo da música nos últimos anos. No decorrer de sua carreira, Manson ganhou o título de “Reverendo Manson” do fundador da Igreja de Satã, Anton La Vey, além de retirar duas costelas para fazer auto-felação no seu show e, recentemente, tem gerado mais polêmica com o seu novo clipe Heart-shaped Glasses na qual teria cenas de sexo reais com sua namorada, a atriz Rachel Wood.

Ele está de volta depois de dez anos do seu último show no Brasil e estará aqui, no Rio de janeiro, para a turnê do seu sexto álbum “Eat me, drink me”. Esse perturbador ícone da música fará sua apresentação no dia 25 de setembro na Fundição Progresso.
O músico norte-americano sabe gerar conflitos e já enfrenta protestos de entidades católicas que não querem sua apresentação no Rio. Mas para quem tem uma carreira marcada pelo visual escandaloso e por críticas chocantes a religião, isso será só mais um aperitivo para uma grande apresentação.
Clique aqui para mais informações do show de Marilyn Manson na Fundição Progresso.

Leia Mais...

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Lei dos 15 minutos: verdade ou lenda?

Demora no atendimento revolta clientes

Por Bruno Marinho

Consumidores passam o dia todo no banco em Nova Iguaçu. A agência do BANCO DO BRASIL, no centro do município, está demostrando todo o sua falta de respeito ás centenas de pessoas que tem seu dinheiro depositado nele. As pessoas, que ficam em média 5horas na fila dos caixas, passam mal e são expostas à ignorância e a falta de respeitos dos funcionários.
-Infelizmente os bancos não estão tendo o devido respeito com seus clientes, as filas continuam enormes e o tempo de espera é horrendo. Nos primeiros dias úteis de cada mês, a cena é a mesma: agências lotadas, funcionários estressados e clientes a beira de um ataque de nervos. Isso sim é respeito ao Cliente. A lei que deveria ser aplicada pelas autoridades competentes não é fiscalizada - disse Valdir Lima.

A lei diz que o atendimento nas filas de caixa e outros serviços bancários devem ser executados no prazo máximo de 15 minutos em dias normais e 30 minutos em dia que antecede feriado, porém, as pessoas passam em média 8 horas na fila para receber. O pior é que essa não é uma realidade somente iguaçuana, mas de todo o país. Uma pesquisa divulgada no site Cidadão-Repórter descobriu várias denuncias e reclamações contra o Banco do Brasil. O gerente do banco alega que não há caixas suficientes para agilizar o atendimento.

Essa semana o Procon assinou uma parceria com o Banco Central, para que as suas reclamações e denuncias sejam encaminhadas e as medidas cabíveis sejam tomadas.Os Bancos que não se adequarem às normas podem receber multas e pagarem indenizações aos consumidores que sofreram danos.

Leia Mais...

Opção de lazer em Austin

Jovens de Nova Iguaçu se reúnem para ouvir rock


Por Pedro Henrique
Todo amante do bom e velho rock tem, pelo menos, um bom motivo para se alegrarem nas noites de sexta-feira. No centro de Austin, em um lugar conhecido como Rua do Chuchu, rola toda sexta-feira a noite (a partir das 20hrs) um encontro de jovens que reúne representantes de várias tribos urbanas com o objetivo de rever os amigos, andar de skate, conversar sobre música e, é claro, ouvir músicas que variam dos clássicos dos anos 80 até as tendências atuais.

O acesso ao local é muito fácil por ter diversas alternativas de transporte. Para quem vai partir de Nova Iguaçu há vans, trem e ônibus (empresa Vila Rica e Salutran via Praça do Batuta). Quem sai de Queimados, também tem como opção trem, vans e ônibus (empresa Nilopolitana via Nova Iguaçu e Queimados), devendo saltar na estação de Austin. Os ônibus param de circular aproximadamente às 24h30m, mas as vans circulam a noite toda.

Para quem já é frequentador do espaço, além de encontrar os amigos, também tem a opção de marcar encontros através do orkut. É clicar aqui.

Leia Mais...

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Aventure-se!

Ciclistas percorrem do centro de Nova Iguaçu até Tinguá

Por Thiago Chagas

O 1° passeio ciclístico do grupo Aventureiros -Nova Iguaçu ocorrerá no dia 16 de setembro, com aproximadamente 200 participantes. O ponto de largada será na praça Santos Dumont e o percurso terá como ponto final a Fazenda Atlântica,em tinguá. Além do passeio, o grupo de Aventureiros pede a colaboração dos participantes para doações de livros (em bom estado).


O valor da inscrição é de 7 reais por pessoa (incluindo camisa + garrafinha + entrada na fazenda). As inscrições podem ser feitas pelo site ou nos postos de inscrição abaixo:
  • Imobiliária Nova Radical (Trav. Almerinda Lucas de Azeredo, 11, sala 513, Centro - NI)

  • Loja de Bicicletas Mello’s (Av. Governador Roberto Silveira, 411, Centro - NI)

Todos os inscritos deverão fazer o pagamento no ato da inscrição, onde receberão um comprovante que deverá ser levado no dia do evento.

Leia Mais...

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

A corrida pelo prêmio já começou

Guitarrista demonstra expectativa para o duelo entre bandas de garagem
por Rodrigo Valo
Hudson Lira, vocalista e guitarrista da banda de punk rock PS Life, é um jovem que leva sua música muita a sério e aqui ele nos conta sobre os preparativos e expectativas de sua banda, uma das grandes atrações e uma das favoritas para essa eliminatória do festival Gênero Rock.
Primeiramente, por que PS Life?

- Todos fazem essa pergunta, realmente é algo curioso, instiga curiosidade! Mas é uma sigla: Play sound of life, que significa tocar o som da vida.
Quais são as suas expectativas para o evento?

- Parece que o evento vai estourar, pois os ingressos foram vendidos como água e sem contar que são muitas bandas, promete ser um espetáculo e tanto.

Como a sua banda está se preparando para o festival?
- Nós estamos ensaiando, passando as músicas como se fosse o show, sem intervalos entre elas e com ordem certa já no repertório. Levamos alguns fãs para assistir, para termos ao menos algum público e sabermos ao certo como se comportar diante suas reações.

Vocês conhecem as bandas que irão competir?

- A única entre as bandas adversárias que eu já havia ouvido falar é a Sociedade 5. E por não conhecermos ao certo nossos adversários, não estamos subestimando ninguém apenas ensaiando muito.

Sua banda já participou de outro evento como esse?

- Nunca participamos de um duelo de bandas antes, apenas shows independentes, além do mais a banda foi recém reformada.

Todos querem seu lugar ao Sol, poder demonstrar seu trabalho e esse evento é um tipo de apoio, mas quais são os problemas que vocês normalmente enfrentam para divulgar o seu material?

- Eu acho que o principal problema é a falta de patrocínio, entende? Ser banda independente não é fácil, pois nos shows somos nós mesmos que temos que correr atrás para conseguir vender os ingressos que geralmente é a condição para tocarmos em algum lugar, fazer isso sem um, digamos, apoio maior, se torna difícil e exaustivo.


Agora confira aqui a música Tarde de Domingo da Banda PS Life.

Leia Mais...

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Rolezinho de estilo

Promoção leva você para 7 cidades encantadoras

Nike

Você tem uma foto de balada, um vídeo ou algum blog maneiro? E o dom do desenho, domina? Curte moda? Toparia fazer a campanha de um biscoito? Esses são os diversos meios de concorrer a uma “escapadinha” ao redor do mundo...

A Editora Abril criou um concurso cultural chamado “2° Volta ao mundo NEGRESCO” cujo objetivo é valorizar o talento do jovem brasileiro. O Evento, em sua segunda edição, privilegia trabalhos que inúmeras vezes vão parar na gaveta por falta de oportunidade. O que você está esperando?

Concorra a prêmios e a um tour por sete cidades do mundo onde você escolhe o trajeto. Quer participar desse lance?

Basta clicar aqui.


Leia Mais...

A busca pela perfeição

Dietas milagrosas podem causar sérios danos à saúde
por Flávia Ferreira
A balança e o espelho são arquiinimigos daqueles que estão acima do peso. E aí, vale qualquer malabarismo para perder os quilinhos a mais. O que não falta são dietas milagrosas, mas que podem causar sérios danos à saúde, e o indesejável efeito sanfona.

Foi-se o tempo em que dieta era coisa para gente obesa, e que cardápio se restringia a grelhados e salada. Hoje, a busca pelo corpo perfeito faz surgir a cada dia uma novidade para emagrecer. E os obesos, gordinhos ou obcecados pela magreza, respondem com a mesma voracidade, se submetendo a qualquer coisa por uns quilinhos a menos. As dietas relâmpagos, são uma boa alternativa para quem precisa perder peso rápido, contudo não propõem uma reeducação alimentar, sendo assim, dificilmente a pessoa se mantém com o mesmo peso após o regime.

É preciso mudar os hábitos físicos e alimentares, para emagrecer e manter o peso. Praticar exercícios regularmente e seguir uma dieta balanceada são maneiras de preservar a saúde e manter a forma, pois a atividade física ajuda a controlar várias doenças, entre elas a obesidade.

Quem prática esporte, para seguir uma dieta, necessita da orientação de um profissional de educação física e nutricionista,por ter um gasto energetico maior do que os sedentários ou adeptos de execícios moderados. É desaconselhável manter uma dieta com restrição de certos alimentos ou exagerar nos exercícios,pois falta de nutrientes torna o corpo suscetível a lesões e a fadiga muscular e cerebral. Uma dieta a longo prazo, visando uma reeducação alimentar, é sempre a melhor opção para chegar ao peso desejado.

Fonte: Alimentação e saúde de A a Z.
Dieta e emagrecimento.
Essencial - um guia prático para cuidar da saúde (herbarium).

Leia Mais...

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Música sem fronteiras

Rodrigo Valo

O Tim Festival vem mantendo sua proposta de ser um mega evento da musica. O festival que desde a primeira edição divide suas atrações em 4 palcos, se concentrará em dois dias de encontro entre clássicos do jazz, revelações contemporâneas, nomes que marcaram época e novas tendências do cenário musical dos quatro cantos do mundo. Um evento ecleticamente dedicado à música de qualidade. O encontro das mais diversas tribos será no dia 26 e 27 de outubro, na Marina da Glória.

Estão confirmadas atrações de músicos consagrados como Björk e The Killers, mas a grande atração do festival será a revelação inglesa Arctic Monkeys. Essa grande promessa da música alternativa vem participando de eventos importantes da música internacional e, assim, bateu recordes de vendas com seu primeiro disco, graças à divulgação feita na internet. O som original e único do Arctic Monkeys será, com certeza, o destaque do Tim Festival 2007.
Quer conhecer a música alternativa do Arctic Monkeys, assistir vídeos ou ver fotos das apresentações recentes? Clique aqui.
Para saber mais do Tim Festival e conferir todas as atrações do festival, clique aqui.

Leia Mais...