terça-feira, 11 de agosto de 2009

O filho de Dona Regina

FORMAÇÃO

Ex-detento já fez papel de pai-de-santo e fada, mas é evangélico e a cada 10 palavras que fala, cinco são família
por Edson Borges Vicente e Fernanda Bastos

Evaldo da Costa Carvalho, 42 anos, trouxe a família para assistir sua primeira apresentação extramuro. Sua mãe, dona Regina Maria da Costa, 66 anos, se orgulha muito do seu filho. “Apesar das minhas lutas, ele sempre foi um filho ótimo”, afirma. Para a mãe do artista, ele deu o azar de se envolver com pessoas erradas.

Dona Regina tem confiança em tudo o que vem acontendo com seu filho desde que ele ingressou na vida artística, principalmente quando não muito tempo depois ele se converteu ao cristianismo, tornando-se evangélico. “A mudança está muito boa mesmo, no comportamento, em tudo”.

Mas a vida de Evaldo está prestes a mudar mais um pouquinho – e pra melhor. É que recentemente a "fada-madrinha" Camila Passeado Branco Ribeiro, sua advogada, conseguiu levá-lo para o regime semiaberto extramuro. "Além de poder sair da cadeia todos os dias para trabalhar", conta Evaldo, "posso visitar minha família a cada 15 dias". A cada visita, gruda mais um pouquinho na mamãe.

O apoio da família é total. “A família tem que apoiar, tem que ajudar e acreditar no preso", afirma a mãe, que se orgulha de jamais ter abandonado Evaldo nos 18 anos de luta indo até Bangu, enfrentando longas filas e se submetendo à humilhação das revistas. "Estou sempre cuidando dele, mesmo longe”, conclui a mamãe Regina.

Evaldo estava mais feliz do que nervoso com a primeira apresentação do grupo fora da cadeia. “Deus vai dar nossa vitória pelo trabalho que estamos fazendo”, comemora. Confiante em Deus e feliz com sua família, ele faz questão de deixar uma palavra para a meditação de todos que se encontram no Salmo 90 versículo 14: “Sacia-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos, e nos alegremos todos os nossos dias”.

Interatividade:
O que sua família representa pra você?

Nenhum comentário:

Postar um comentário