segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Paixão por arte-educação

VILA DE CAVA

Mediador cultural, poeta e arte-educador conta um pouco de seu trabalho no Bairro-Escola
por Josy Antunes

Há um ano e meio, a Escola Municipal Orestes Bernardo Cabral, em Vila de Cava, conta com a presença do mediador Márcio Rufino, que trabalha de "braços dados" com as oficinas de Incentivo à Palavra, realizadas por Mônica Paulucio. Até então, as atividades realizadas basearam-se nas histórias populares, onde o acervo de livros da sala de leitura e muita criatividade colaboraram fundamentalmente. O mediador se mostra satisfeito com o trabalho já realizado, cujos resultados podem ser auferidos pelo interesse cada vez maior das crianças pela leitura.

Ao ser perguntado sobre as suas necessidades de superação, Rufino responde com um sonoro e satisfeito "nenhuma". Quando o assunto são as oficinas culturais do segundo semestre, suas expectativas são bem maiores. "Pelo que o secretário (Marcus Vinícius Fausitni ) falou, vamos nos especializar em atividades ligadas ao folclore, literatura de cordel e parlendas", diz Rufino. Ele acredita que a presença de pessoas especializadas nesses assuntos, nos encontros de formação, trará grandes benefícios e o aperfeiçoamento das próximas oficinas. "Gostaria de aprender a usar o que vai ser ensinado de forma criativa", declara o apaixonado por arte-educação.

Aos 36 anos, Rufino afirma que sua maior motivação durante o tempo em que atua na escola é trabalhar com cultura, transmitindo seus conhecimentos às crianças.

Interatividade:
Você conhece alguma parlenda ? Conte para nós.

Um comentário:

  1. Agradeço imensamente ao blog jovem repórter por divulgar nosso trabalho feito comamor e dedicação. Abrçs a todos!!!

    ResponderExcluir