segunda-feira, 6 de julho de 2009

Impressões brasileiras

JARDIM PERNAMBUCO

Jornal ajuda a integrar escola, família e bairro
por Mayara Freire

“O Brasileirinho” é um jornal criado por mediadores da Escola Municipal José Ribeiro Guimarães, através do Bairro-Escola e do Mais-Educação. Nele, crianças se tornam repórteres ao pesquisar, apurar e produzir textos sobre a vida do bairro. Os principais temas selecionados são eventos do colégio, cultura local, como o levantamento de brincadeiras antigas, e a busca por personagens marcantes da região.

Segundo um dos mediadores do projeto, Gustavo Costa, a intenção é integrar a escola com o bairro. “O foco é incentivar eles a terem um ponto de vista diferente sobre o lugar em que moram e convivem. Com isso, conversam com os moradores do bairro, descobrem histórias interessantes deles. Isso faz despertar outros valores, como respeito ao próximo, com vizinhos e qualquer pessoa mais velha.”

O trabalho é feito com todas as crianças do horário integral. Com gravador e registros fotográficos, eles já conseguiram descobrir histórias curiosas e instigantes. Uma delas foi o trabalho dos moradores com o Rio Botas. Local onde concentra poluição, as crianças reportaram a atitude dos moradores que capinaram e plantaram flores de diversas cores ao redor do rio. “Ao se depararem com engajamentos deste tipo, eles podem aprender outros valores. É importante se preocuparem com o lugar em que vivem. Eles perceberam que qualquer iniciativa, por menor que seja, pode transformar a vida deles”, contou o mediador Gustavo.

Os alunos também prepararam perfis de personagens conhecidos do Jardim Pernambuco. Há entrevistas com pessoas do comércio local, como a senhora que vende “geladinho” e um conhecido senhor morador de rua. “Eles inventam as perguntas e fazem um levantamento da história de vida dessas pessoas simples. Após conhecê-los, acabam respeitando mais o próximo e os veem com novos olhos”, complementou Gustavo. De acordo com o mediador, a próxima pauta será escrever sobre a senhora apelidada de “Velha da Cosquinha”. Comentada por todos, é figura conhecida por gostar de correr atrás das crianças para fazer “cosquinhas”.

A aluna Ane Caroline Lima, de 10 anos, contou o que mais gosta no projeto. “Adoro entrevistar as pessoas. Procuramos saber tudo o que acontece por aqui”. Ana Carolina Correa, 8, concorda com a colega. “Também gosto de entrevistar e conhecer pessoas diferentes. Quero ser jornalista quando crescer”, disse.

O Brasileirinho será um jornal quinzenal e em breve terá sua primeira tiragem. Novos computadores ainda irão chegar na escola para auxiliar a produção e elaboração do jornal pelos alunos. A coordenadora de aprendizagem da escola, Guilhermina Abrante, destaca a importância do projeto. “Acho maravilhoso eles participarem e gosto de ver como eles se interessam em colaborar. É um meio de comunicação diferente, que desperta muito interesse por eles. Será bom, pois eles vão aprender trabalhar em equipe, respeitar uns aos outros. Além disso, é gratificante para eles ver o texto que eles mesmos fizeram em um jornal impresso”.



Interatividade:
Sugira uma pauta para os alunos da Escola Municipal José Ribeiro Guimarães

Nenhum comentário:

Postar um comentário