sexta-feira, 3 de julho de 2009

Amigos do Bairro Escola.

JARDIM NOVA ERA

Centro social conta com um time de pós graduados em sensibilidade
por Edson Borges Geoeducador e Fernanda Bastos da Silva

O Centro Social Amigos da Comunidade através do “Projeto Amiguinhos da Comunidade” é parceiro de longa data das escolas de Nova Era. Com cinco anos de funcionamento, a instituição fica localizada no número 46 da Rua Alice de Oliveira, dando acesso a serviços gratuitos para os alunos do bairro. Entre os serviços estão: Dentista, Fonoaudiologia, Pediatra, Pedagogia, Psicologia e Psicopedagogia.

Tudo isso ocorre às terças e quintas feiras em função do trabalho voluntário de profissionais com visão social, muitos deles moradores do próprio bairro. Uma personagem dessa ação chama-se Daniele Sarmento do Prado, de 29 anos. Com formação em Economia Doméstica e pós-graduação em Psicopedagogia, Daniele é a atual presidente do centro social. Ela apresentou os projetos do Centro, ressaltando que o “Amiguinhos da Comunidade”, dentro das inúmeras ações, é um dos poucos que atende crianças com dificuldade de aprendizagem, fazendo parceira com quatro escolas municipais do bairro: Dulce, Leopoldina, Milton Gonçalves e o Brizolinha. “O Programa Bairro- Escola veio ampliar nossa parceria com as escolas”, completa.


A assistência às crianças é feita com atendimento multidisciplinar para as faixas etárias de 7 a 14 anos. Cada grupo técnico contém dois educadores que trabalham habilidades e competências. As crianças são atendidas pelo pediatra, que as encaminha para outras especializações caso seja necessário. O intercâmbio entre a escola e o centro social é feito pelos coordenadores político pedagógicos (CPPs) dessas unidades de ensino. Para a CPP Telma Moreira, 32 anos, da escola Dulce Raunheittti Ribeiro, a parceria é fundamental. Ela complementou dizendo que o acompanhamento psicopedagógico realizado pelo período de um ano traz resultado muito positivo na aprendizagem dos alunos.

A moradora Rosário de Fátima, 56 anos, é voluntária do Centro e prefere ser chamada de “Branca”. Branca atua há quase três anos como recepcionista e lida diretamente com as mães e as crianças. Ela gosta muito do que faz. “Gosto do meu trabalho. O que não gosto é de ficar em casa sem poder fazer nada pelo meu bairro”, diz.

Não diferente é Cláudia Saturnino, 38 anos, que também trabalha lá como Administradora Geral. Ela é de Nova Era e vê no centro social uma realização pessoal. Um projeto de vida. “Quando criança, sonhava em ajudar meu bairro, hoje sou realizada. Estou retribuindo todo o carinho que sempre me deram. Principalmente por serem para as senhoras que me viram nascer e me pegaram no colo”, revela Cláudia.

Com um currículo de dar inveja, também é Cláudia interprete de libras há 20 anos, Pós graduada em Educação Religiosa, além de ser Técnica em Enfermagem. Mas com muita simplicidade, ela descreve as dificuldades e superações na assistência à comunidade. Ela diz que qualquer doação é bem vinda para potencializar o trabalho social e, conseqüentemente, a parceria com as escolas. "Temos uma Kombi velhinha, mas é ela que nos permite transportar os pacientes em casos mais graves. Trazermos as crianças das escolas e até mesmo fazermos alguns favores para os moradores”, explica.

Com um time pós-graduado em sensibilidade e determinação, fica fácil imaginarmos a importância do Centro Social Amigos da Comunidade para o bairro Nova Era. Principalmente para as crianças do Bairro Escola que tem o projeto Amiguinhos da Comunidade como um grande parceiro.



Interatividade:
Você conhece outras instituições que oferecem esses serviços em Nova Iguaçu?

2 comentários:

  1. Show de bola!!
    Acho que todas as escolas deveriam ter esse tipo de trabalho voluntário, pois nada melhor que cidadania para todos.

    ResponderExcluir
  2. pow eu fiz curso de info aew ... é show de bola,parabens pelos serviços prestados ...

    ResponderExcluir