terça-feira, 17 de março de 2009

Só no tricô

por Fernanda Bastos, Julliane Mello e Robson Lopes / foto de Josy Antunes

A Supervia criou um vagão só para as mulheres em setembro de 2007, por determinação da então governadora Rosinha Garotinho. A ideia era proporcionar segurança e conforto às passageiras. “Sempre ouvi falar da falta de respeito nos vagões mistos”, conta Ana Cristina, de 37 anos. A estudante Ellen Alves, de 16 anos, também prefere viajar com as companheiras do sexo feminino, quando ou vai ou volta da escola. Mas nem todas as mulheres compartilham dessa opinião. “Nada deve ser separado, o respeito deve ser mútuo”, afirma a orientadora educacional Sueli Rabello, de 55 anos. E pergunta: “Até quando precisaremos de um órgão controlador para haja respeito entre os sexos?”

2 comentários:

  1. Concordo com a Sueli!
    Legal vocês terem mostrado as 2 opiniões!

    Era essa a foto que eu tinha falado com vocês:
    http://farm4.static.flickr.com/3445/3355688677_5692c188a7_b.jpg

    ResponderExcluir
  2. Valew pelo apoio josy (so teu fã)..

    A matéria tah faltando uma foto mesmo..Vo ver com o Julio se tem como colocar uma ai..De preferência essa, mas n sei se tem como por depois de postada a matéria.

    ResponderExcluir