quarta-feira, 4 de março de 2009

A religião das mulheres

Wicca, uma religião neo-pagã, é fundamentada nos cultos da fertilidade
por Wanderson Silva

A Wicca é uma vertente religiosa neo-pagã difundida pelo místico, escritor e folclorista britânico Gerald Gardner em 1951. Um de seus aspectos mais marcantes é a defesa de igualdade dos aspectos femininos e masculinos. E por esse motivo tem atraído muitas mulheres, que parecem se sentir mais seguras por saberem que serão tratadas igualmente. A principal característica dessa religião é a admissão de deusas em seu panteão, mesmo tratando todas as deusas como uma única, o que por si só mostra uma enorme peculiaridade. Essa é grande diferença da Wicca para doutrinas como o Cristianismo e o Catolicismo.


A figura feminina é abordada de muitas formas e maneiras, através de contos envolvendo a “deusa” ou por simbologias usadas com intensidade nos altares de seguidores da religião. Uma ilustração comum nesse caso é a imagem, espelhada em vidro, na qual há a representação de uma mulher sentada no vácuo e em seu ventre está um esboço do planeta terra. Segundo os seguidores da doutrina, isso caracteriza a mãe-terra criadora e alimentadora.

Embora o equilíbrio entre o divino feminino e o divino masculino seja abordada teoricamente como um sendo complementado pelo outro, o principio, neste caso, é que a criação só se dá pela junção entre o masculino e o feminino. Mulheres vem se dedicando a esta religião cada vez mais e mais em todo o mundo. Mas os homens também se interessam por essa forma de paganismo.


“A tri urde da deusa foi o que me atraiu na bruxaria wicca, por ela ser considerada em três faces diferentes: a donzela, que representa a pureza feminina; a mãe, fonte da vida e protetora; e a anciã, velha e sábia”, conta Lidiane Damasco, de 20 anos, que segue o “paganismo moderno” há quatro anos. “Saber que uma doutrina dá tanta importância à mulher, chegando a tratá-la como uma bênção divina, é realmente revigorante”, conclui.

Sufocada pelo machismo
A presença das mulheres nos diversos níveis hierárquicos se mostra de forma abrangente, com grande predomínio das Sacerdotisas. Isso se deve ao fato de uma das principais metas da religião é resgatar o valor do sagrado feminino. As mulheres, assim como o dom possuído por elas de gerar filhos, são tratadas de uma forma muito singular e respeitosa.

“Minha religião faz qualquer mulher, ou homem, sentir-se muito bem consigo mesma", diz a estudante de publicidade Larissa Campos, 23 anos. "Através de seus ensinamentos, eu consigo perceber que não devo ser sufocada pelo machismo. Pelo contrário, nós homens e mulheres devemos sanar os problemas uns dos outros. É isso o que a Deusa e o Deus nos ensinam. Nós repudiamos qualquer forma de preconceito!”


A religião, como é chamada por alguns iniciados, firma a crença na divindade feminina tão intensa que em tempos mais remotos foram elaborados contos e narrativas (algo parecido com narrativas da Bíblia) em que se explicam, por parte da Deusa, as estações do ano, o inverno e as mudanças nas fases da Lua. Isso reforça ainda mais a presença de uma figura feminina, que faz tudo ao seu redor se mover para o bem de todos. A Alta Sacerdotisa desempenha o papel de líder do coven (grupo de estudo da wicca) junto com o Alto Sacerdote.

6 comentários:

  1. Eu sou wiccano e achei a matéria MARAVILHOSA parabéns Wanderson, e ao editor claro, rsrs, muito boa mesmo !!

    ResponderExcluir
  2. Muito boa essa matéria, eu pensava que wicca era mais umas das manias de adolescente, mas essa matéria me mostrou o quanto ela é seria e a historia q vem por traz...

    vlw wander...

    ResponderExcluir
  3. WANDERSON(duKE)

    OLHA OBRIGA AO COMENTÁRIO DE VOCÊS,lUCAS QUE BOM que consegui agradar um wiccano.
    grato.

    ResponderExcluir
  4. Matéria interessantssima, não sabia nada sobre as wicas, pensei que era frebe, tipo: emos.
    Mas a matéria realta a wica como religiao, isso que destaca o interesse da matéira!

    Abraços.

    Breno Marques

    ResponderExcluir
  5. Ótima matéria, fiquei pensando em como ela deve ter sido trabalhosa, principalmente pela questão das fotos. Conseguiu passar com o texto a realidade da wicca, e a parte visual instiga a ler.
    Parabéns Wanderson!
    Depois quero até te fazer umas perguntas sobre como foi o processo de fazê-la.

    ResponderExcluir
  6. A matéria está ótima Wanderson, Parabéns! além de muito bem escrita as fotos estão lindas!

    ResponderExcluir