sexta-feira, 6 de março de 2009

Costuras especiais

por Giselli Reis

Maria do Rosário tem 46 anos. Veio de São Luiz do Maranhão para o Rio de Janeiro há oito anos para estudar Pedagogia. Trazia na bagagem o sonho de aprofundar o trabalho que fizera durante dez anos em sua terra natal, com crianças especiais.

Conseguiu ingressar na faculdade, mas não conseguiu se firmar na profissão que a fizera viajar milhares de quilômetros. Resolveu então investir em uma antiga profissão familiar: a costura. Foi iniciada nos dedais e nas tesouras pelos irmãos.

Maria do Rosário praticamente não sai do seu misto de casa e ateliê, na Avenida Nilo Peçanha, no Centro. Mas continua uma sonhadora como nos tempos do Maranhão. Só que agora pretende trabalhar com um público ainda mais especial: os idosos.

“Quero fazer um trabalho comunitário voltado para eles, realizando atividades que exercite a mente e lhes dê a chance de mostrar que, independentemente da idade, muitos talentos devem ser aproveitados.”

Um comentário:

  1. Gostei da história dela, que foi bem contada, mesmo em poucas linhas.
    E muito legal o trabalho que ela está querendo fazer, é uma área que precisa de atenção.
    Linda a foto, tão colorida!

    ResponderExcluir