sexta-feira, 5 de junho de 2009

Doação ao Bairro-Escola

MIGUEL COUTO


Brigada Voluntária Brasileira é uma das principais parceiras da Ayrton Senna
por Robert Tavares

Parado e observando as crianças do Bairro-Escola. É assim que, ao chegar, vemos Jorge Luis Xavier de Araujo, um mineiro de 56 anos, que atualmente mora em Miguel Couto e divide seu tempo entre as pregações religiosas e a Brigada Voluntária Brasileira - uma das parceiras do colégio Ayrton Senna – da qual é administrador e um dos fundadores. Uma de suas funções é ajudar os moradores com serviços de amparo, como doações de roupas e sopão, entre outros.

Junto com ele há em torno de trinta pessoas, que trabalham como voluntários. "Eles cuidam da segurança da Baixada, junto ao 20° Batalhão", diz Jorge Luis. "A escola tem um poder auxiliador enorme, ainda mais em casos de crianças que não têm um pai ou uma mãe”, diz ele, baseado na própria experiência como viúvo.

>A Brigada foi fundada em 18/04/2002, com o objetivo de dar aula a bombeiros civis/mirins. No início, Jorge dividia o espaço com os amigos, que jamais imaginariam a proporção que o "simples" projeto tomaria. "Eu vinha aqui, fazia algumas coisas, mas nunca coloquei muita fé que isso vingaria ", diz Ademar de Oliveira Lacerda, também morador de Miguel Couto, feliz por saber que todo o esforço feito valeu a pena.

Ambos disseram achar válida a iniciativa da prefeitura em colocar um projeto tão bem estruturado quanto o Bairro-Escola em prática, pois dessa forma estão tirando as crianças das ruas e trazendo-as para o ambiente escolar. "Eu vejo a garra deles em aprender”, afirma a voluntária Analita Conceição Pianna , que compara a experiência do Bairro-Escola com a brigada de que participa. “Sabemos que tudo requer um certo tempo, somos prova disso."



Interatividade:
O que você faz pra ajudar o próximo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário