sexta-feira, 26 de junho de 2009

Tribo da Cerâmica

CERÂMICA

Culminância da Estanislau homenageia negros, índios e meio ambiente
por Flávia Sá

A festa comemorativa da Escola Municipal Estanislau Ribeiro do Amaral, na Cerâmica, aconteceu no mais absoluto clima infantil. As crianças da escola se caracterizaram de índios e animais, com destaque para as turmas do primeiro e segundo ano. Essa comemoração foi uma iniciativa dos professores que ajudaram na produção das fantasias e dos objetos indígenas.

O evento começou com um pequeno atraso por causa de outras atividades que acontecem na escola, como o dia das mães. Nesta data, o colégio preparou uma pequena festinha para recepcionar as mães e homenageá-las. Cada mãe tinha que trazer um prato diferente feito por elas próprias. A festa foi um sucesso!

O dia do índio foi simbolizado com as armas de caça que eles usavam antigamente, alguns instrumentos e tijolos pintados na mesa, simbolizando gravuras indígenas. Cada professor ficou com uma tarefa. A professora Daniele, do primeiro ano, combinou com seus alunos de fazer um cartaz sobre a semana do meio ambiente.

O aluno Diego, de 11 anos, fez sua fantasia de índio com a ajuda de seus coleguinhas de turma e de sua professora. Diego ficou vestido a caráter durante a festa inteira. Telma, professora de ciências, ficou com a parte da abolição da escravatura. Para a apresentação, cada criança ficou com a tarefinha de ler sobre a vida do negro na época escravidão. Cada criança ficou com uma parte da leitura.


"É muito bom o incentivo à leitura, seja na escola ou em qualquer outro lugar”, disse Telma, entusiasmada. Seus alunos, depois da leitura, se organizaram para cantar a música do cantor Seu Jorge, em homenagem aos negros famosos.

Telma fez um cartaz onde só tinha negro rindo e feliz. Não queria uma imagem de negro triste, pois, para ela, o negro ainda sofre muito preconceito. “Não queria uma imagem de negro triste. Então resolvi pedir para eles encontrarem figuras com ícones negros da nossa música brasileira ou das artes cênicas para fazer esse cartaz”, diz Telma, explicando a seus alunos que todos são iguais independentemente da cor ou da raça.



Já a professora Aline ficou com a "preservação da natureza". Ela entretinha todos com sua irreverência. Foi muito prazeroso ver aquelas crianças prestando atenção em tudo a sua volta. A professora queria fazer com que seus alunos percebesse a importância de preservar a natureza. "Me acho no dever de conscientizá-los em não arrancar as folhas das árvores, nem pôr fogo na mata. Devemos preservar a natureza. Também dei exemplos de reciclagem, explicando a importância de separarmos o lixo”, disse Aline, muito satisfeita com o resultado dessa culminância.

No final da apresentação de cada uma das quatro turmas, as crianças foram encaminhadas ao refeitório. A pipoca e o suco de caju servidos simbolizavam o milho e o caju que os índios pegavam para se alimentar.

2 comentários:

  1. pow esse colegio e muito bom ja estudei ai a epoca mais acho maior imculaxo botar uma mulher como diretora que nao serve pra nada nao sabe nem atender os moradores direitos essa diretora esther
    ela não presta pra nada ela so que falar mau
    dinheiro so isso que ela que se voces repararem bem todos os professores são um boms porfessores mais ela so sabe reclamar nois da baixada queremos que voces troquem essa dirretora e queremos a dona rosimere de volta e a dona julia isso sim que e um um exemplo de diretora não e merda qualque ass; moradores da ceramica nois queremos outra no lugar dela ese tiver baixa assinado pode contar comigo que eu sereio primeiro a assinar pra ela sai troque dessa xapa que essa xapa ta velha

    ResponderExcluir
  2. nois do bairro céramica queremos um baixa assinado pra tira a didetora esther porque essa mulher não presta nem pra atender os outros
    ele da preferensia pros conhecido dela e fora
    que nao sabe conversa com os moradores mais eu tou a proucura de estudar a dois anos eu vou ai pedi vaga eu e alguns moradores ele fala que nao tem nois nao aguentamos mais isso queremos outra diretora vamos fazer um baxa assinado pra tira ela vamos coloca a dona rosimere ou dona fatima ou ate dona adlamar ou dona julia
    pow se so os alunos fizesem o baixa assinado ala ia ver que ninguem gosta dela como dirretora
    nem as crianças gosta dela nao e por ser ruim e sim por nao saber conversa com que ele conhese que estuda ou trabalha ai sabe se alguem tiver do lado dela e puxa saco ou parente dela porque ela nao serve como diretora tem que botar ele pra lavar louça no refeitorio
    pow ache que nem pra lavar ele presta
    ela so entrou ai por causa do seu irmão que ganhou a eleição mais ele ja perdeu nois queremos tira essa mulher de qualque jeitooo da i ninguem gosta dela quando podemos fazer o baixa assinado pra tira nao vejo a hora de estudar logo mais sem a presensa dela e claroo

    ResponderExcluir