quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Pequenas vontades
por Jéssica Oliveira

Pedreiro, estoquista, vendedor, empacotador, chapeiro e operário. Essas são algumas das diversas atividades já desempenhadas por um trabalhador brasileiro cuja única ambição era ajudar seus pais a construir outra realidade.

Hoje, João Batista Ramos, 42 anos, está casado e com dois filhos, e carrega em suas mãos marcas de quem sempre trabalhou. "Nunca tive grandes sonhos, apenas pequenas vontades. Achava interessante o trabalho dos bombeiros, mas também gostava de circo. Porém, a necessidade de trabalho imediato gritava mais alto aos meus ouvidos", conta, mostrando que omissão nunca fez parte de sua personalidade.

As várias horas de trabalho diárias reunidas ao longo de 20 anos estão representadas em tudo que possui. "O trabalho engrandece o homem", filosofa. Essa é uma revelação freqüente de quem conhece bem o que é trabalho e sempre pôs empenho, alegria e satisfação em tudo o que fez.

Essa é a história resumida do meu "papito".

Nenhum comentário:

Postar um comentário