terça-feira, 25 de novembro de 2008

A determinação de Tereza
por Adriana de Souza Guerra

Tereza Cristina, 45 anos, começou a trabalhar aos 18 anos. Seu primeiro emprego foi em uma loja de roupas, na qual trabalhava apenas à tarde. Por ser o seu primeiro emprego, tudo era novidade: chegar no horário, programar a semana, pagar contas... Mas tudo valia a pena em nome do seu objetivo maior: a faculdade de administração de empresas, que fazia à noite.

Tereza trabalhou na loja três anos. Saiu quando o pai arranjou-lhe um emprego de secretária, na empresa Ambep. “No começo, as coisas eram bem complicadas. Tudo era muito diferente do que eu estava acostumada. Me sentia insegura e, para piorar, alguns funcionários me olhavam de cara fechada”, lembra ela.

Tereza chegou a pensar em desistir de tudo, mas seus pais a apoiavam nos momentos mais difíceis. Com o tempo, ela pôde perceber que não se devem jogar as melhores oportunidades fora por causa de algumas pessoas.

O esforço foi recompensado – hoje, ela trabalha no departamento de pessoal da empresa, na qual pretende continuar por muito tempo. “Não é fácil chegar aonde se deseja. Vão ter sempre aquelas pessoas dizendo que você não é boa o bastante. Nessa hora tem que se ter determinação e muita força de vontade.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário