sábado, 8 de novembro de 2008

Entre as novelas

Jéssica aprendeu a dizer a verdade desde
a infância
Por Desirée Raian

Jéssica de Oliveira Ramos tem 16 anos e mora com seus pais (Irani de Oliveira e João Batista Ramos) o irmão mais novo (Leonardo de Oliveira Ramos) e a avó (Alzira Abreu de Oliveira).

Jéssica aprendeu desde cedo que o diálogo é a base de tudo. Vinda de uma família bem estruturada e unida, teve uma educação maravilhosa, e desde nova ela já vem demonstrando frutos dessa educação: aos nove anos, decidida a sair de escola particular para a pública, sentou com os pais na sala de casa para conversar e dizer que queria o dinheiro gasto na escola particular fosse gasto de outra forma. "O ensino de escolas públicas não é tão ruim", argumentou.
Hoje com 16 anos, Jéssica vê sua família como um símbolo de união, persistência, coragem e perdão. "Pode-se dizer que é um exemplo de família", acredita.

O dia de Jéssica começa cedo, com o pai coruja no quarto. "Ele é muito brincalhão, e eu acordo já rindo", conta. As conversas com a mãe se dão entre a higiente matinal e o café da manhã. "Nessas horas, a gente passa discute o que vamos ou não fazer durante o dia."

Grudados
Jéssica não tem um diálogo único e exclusivo com um único membro da família. "Me dou bem com todos." O irmão Leonardo é seu fã. "Vive grudado em mim", conta. A conversa dos irmãos tem como tema música, jogos e amigos em comum. "Geralmente, a gente se fala no meu quarto." A pessoa com quem Jéssica menos conversa em casa é a avó, e quase sempre sobre trivialidades.
Os passeios de bicicleta nos fins de semana também servem para colocar em dia as conversas entre Jéssica e o pai.

A única hora em que sua animada e unida família faz um silêncio sepulcral é durante a novela. "Pouquísismas vezes a gente faz rápidas comparações entre um dos membros da família e um ator da novela." Quando a novela acaba, a vida volta à normalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário