terça-feira, 15 de abril de 2008

No ar, rádio Laranja da Terra

Uma nova forma de comunicar


Por Flávia Ferreira
Imagens - Mariane Dias, Giselly Reis e Bruno Marinho

O programa Laranja da Terra (93,9 - FM) continua vivo, misturado e cheio de vitamina. Esta é a terceira vez que 'esprememos Nova Iguaçu' e mostramos quanto suco ela dá. Também pudera, do dia em que se monta a pauta até o dia do programa ir ao ar, são horas pensando e correndo atrás dos áudios, entrevistas, entrevistados e vinhetas. Mas toda essa loucura de produção é normal. Para você ter uma idéia, nesta edição do Laranja da Terra, fui lá na Avenida Rio Branco, centro do Rio, com Bruno Marinho e Felipe Rodrigo. Fomos entrevistar Jacques Swartsteim, assistente de produção do filme "Crueldade Mortal", rodado em 1976, em Morro Agudo. Já faz bastante tempo, né? Mas se você, morador de Morro Agudo, assistir a esse filme hoje, perceberá as mudanças que ocorreram no bairro ao longo de mais de 30 anos.

Tivemos novamente a participação de Anderson Barnabé. Ele esteve em nosso programa do dia 5 de Abril falando sobre o primeiro festival de cinema de Nova Iguaçu. Desta vez, ele foi entrevistado por nosso repórter William Faria para esclarecer mais algumas questões sobre esse tal festival: O IguaCine. Lá, ele explicou onde e como aconteceria as mostras mais aguardadas pelo público. Através de gravações feitas por Camila Elen nas ruas de Nova Iguaçu, Barnabé pôde sentir o que vem gerando interesse na programação do festival. Quem ficou ligado até o fim desse último 'Laranja da Terra' pôde tirar várias dúvidas sobre esse grande encontro cinematográfico marcado para iniciar no dia 23 de abril.

Não posso esqueçer de Lucas Lima, que deu vários 'Catuques' sobre as mostras paralelas que vão rolar durante o Festival. Para isso, nossa super produtora, Natália Ferreira, grudou no telefone para garantir a presença dos nossos convidados.

O trabalho de nossos editores, Evio Belarmino e Felipe Lacerda, é de dar pena. Como cirurgiões do áudio, eles cortam aqui e encaixam alí, suam a camisa para tornar o programa mais objetivo e dinâmico.

Mas o grande diferencial, além de nossa ida ao centro do Rio, foi a participação do público que ligou para concorrer durante toda essa semana aos cinco DVDs do documentário "Carnaval, bexiga, funk e sombrinha" dirigido pelo Cineasta Marcus Vinícius Faustini.

Estamos no segundo, de quatro programas sobre cinema. Tenho certeza que você ficará surpreso com as possibilidades que a cidade proporciona ao cinema e o que o cinema proporciona para a cidade. Será que ao fim destes quatro programas você conseguirá responder esta pergunta: "Nova Iguaçu e Cinema. Isso dá filme?".


Continue ligado na Rádio Laranja da Terra, porque existem coisas que você só ouve lá. Todos os sábados a partir das 10 da madrugada. ;)

3 comentários:

  1. Bom saber q há espaço p a vida iguaçuana num veículo que é agregador, que traz valores. O rádio é a ferramenta ms eficaz p apresentação de idéias pois está em qualquer lugar e abrange todas as classes. Parabéns por essa iniciativa.

    ResponderExcluir
  2. Por favor, me ajudem a encontrar a minha tias, o nome dela e Floripes gomes de oliveira e maria gomes de oliveira, a ultima noticia e q estas estavam morando em Morro agudo-nova. iguaçu elas são irmãs da minha mãe Maria do carmo gomes de Oliveira e geraldo Gomes de Oliveira. Eu sou o Filho dela: Sancler Oliveira, meu n.97204406 e comercial: 22063070 mt obrigado

    ResponderExcluir