sexta-feira, 22 de maio de 2009

Brincadeira das letras

Mediadora da Ruy Afrânio usa brincadeiras na alfabetização
por Camila Elen

O Bairro-Escola ainda não decolou na Escola Municipal Ruy Afrânio, em Miguel Couto. Mas não foi por isso que a mediadora Maria de Fátima Gomes ficou de braços cruzados. Compensou a falta de parceiros no bairro com a aplicação das brincadeiras populares, tema que dominará as oficinas culturais ao longo do mês de maio, na alfabetização do reforço escolar. “Fiz uma espécie de baralho com as palavras de “O sapo não lava o pé” e “Atiraram o pau no gato” e pedi para que as crianças colorissem”, conta ela.

Essa foi apenas a primeira etapa da brincadeira criada por Maria de Fátima, que terminou com as crianças cantando as canções que embalaram a infância dos seus pais. “Quando eles terminaram de colorir, disse que as cartas continham o início de uma cantiga de roda”, lembra a mediadora, que em seguida pediu para que os alunos do reforço escolar montassem as montassem formadas pelas palavras contidas nas cartas que distribuíra.

As crianças que identificaram as cantigas não apenas a cantaram “quase automaticamente”, como lembra a mediadora. “Elas ensinavam para os amiguinhos que não conheciam as duas cantigas”, comemora Maria de Fátima. Outra brincadeira criada pela mediadora para a oficina de alfabetização foi uma espécie de mistura de bafo-bafo com o jogo da memória, improvisado a partir de folhinhas cortadas em quadrado para que as crianças desenhassem a brincadeira de que mais gostam. “Quando eles terminaram, eu misturei as folhas desenhadas de cabeça para baixo e pedi para que tentassem virar as folhas com o desenho da brincadeira de que mais gostam.”

Maria de Fátima também não precisou de grandes aparatos para entreter as quatro turmas que frequentam o reforço escolar com o que ela chamou de caixa surpresa. “Aqui dentro tem versos de músicas e trava-língua”, diz ela, mostrando uma caixa de sapato furada, dentro do qual havia um saco de pipoca pregado com fita durex. A caixa surpresa, toda ela enfeitada com carinhas e corações felizes, fez o maior sucesso com a criançada. As crianças que adivinharam as brincadeiras escritas ganharam um brinquedinho ou uma bala, comprada com o dinheiro da mediadora.


Interatividade:
Sugira uma outra matéria que as crianças podem aprender brincando.

Um comentário:

  1. Sempre se tem como brincar com a matemática...
    Exemplo:

    A Mediadora fez uma operação matemática simples do genero 83 + 13 = X...
    Ai então as crianças deveriam buscar em um meio de cartões a resposta certa.

    Com história tb é super simples, uma encenação de teatro, ou ateh mesmo uma representação através de bonecos de desenhos animados..

    ResponderExcluir