quinta-feira, 31 de julho de 2008

Sem destino

Fernando Tinguá promoveu a união entre os motociclistas e os ambientalistas
Por Felipe Rodrigo
Fotos retiradas do site da ong UBEM

A vida de Fernando Fraga Ferreira já deu mais voltas que o seu triciclo – e olhe que aquelas espalhafatosas três rodas já o levaram até a Guiana Francesa. A primeira manobra arriscada desse autodenominado eco-motociclista foi imposta por um funcionário do extinto Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal, cujo nome é Márcio Castro das Mercês. "É que ele fechou a serraria que o meu pai tinha em Tinguá", conta ele, que é mais conhecido como Fernando Tinguá. Dez anos depois de ser colocado na rua da amargura com os pais e os cinco irmãos, Fernando Tinguá usou sua impressionante força física para salvar a vida do mesmo Márcio, naquele momento ameaçada por causa de um carregamento de palmito apreendido na mesma Tinguá. “Estavam querendo tacar fogo no carro dele”, lembra Fernando.

Entre esses dois momentos da sua vida sinuosa, Fernando Tinguá viveu todo tipo de aventura: além de trabalhar em uma birosca logo depois de ser expulso de casa, foi agricultor, marinheiro e até mesmo garimpeiro na Serra do Navio, nos confins do Amapá. “Só não entrei para a Legião Estrangeira”, conta ele, “porque não consegui atravessar a fronteira do Amapá.” Foi por não conseguir entrar para a Legião Estrangeira da Guiana Francesa, um exército mercenário que vislumbrou como única possibilidade de sobrevivência quando tinha 14 anos, que entrou na corrida do ouro que atraiu milhares de pessoas para a região amazônica. “Cheguei a ter duas balsas”, revela. No entanto, a atividade que mais o marcou nessa época foi a de segurança dos compradores de ouro.

Bando de maconheiros

A corrida do ouro levou-o a passar dez longos anos sem ver a família. “Eles nem acreditavam que estivesse vivo”, lembra o criador da UBEM, a União Brasileira de Ecologistas e Motociclistas. Como paga ao fato de ter salvado sua vida, Márcio das Mercês apresentou o movimento ecológico a Fernando Tinguá. “Ele era o presidente do Grupo de Defesa da Natureza, uma das primeiras ongs ecológicas do Rio de Janeiro.” Também ajudou a mudar a vida de Fernando Tínguá a participação em um encontro de motociclistas, que até então ele via como um bando de maconheiros. A união do grupo, porém, só reforçou o ideal de proteger o meio ambiente. “Foi por isso que em 2001 criamos a ong UBEM”, lembra Tinguá.

Essa ong tirou amplo proveito do amor à liberdade dos motociclistas, espalhando células da UBEM por onde passavam. “Temos seis células entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo”, contabiliza. Todos os coordenadores dessas células têm, além do escudo no qual uma árvore se funde às rodas de uma motocicleta, o inconfundível visual de metaleiro. Mas ele não se abate quando ouve algum comentário desdenhoso sobre a exagerada estética dos cerca de 3 mil membros da ong de eco-motociclistas. “Esquisitas são as pessoas que destroem o planeta”, protesta Tinguá, com a tranqüilidade de quem já participou de diversas campanhas tanto em defesa da natureza quanto em prol das comunidades carentes, alfabetizando camponeses e distribuindo agasalhos em áreas pobres da Baixada Fluminense.

Árvore de ferro

Um dos símbolos mais expressivos do movimento liderado por Fernando Tinguá está na árvore de ferro, cujas folhas são CDs pendurados, mandada construir em Tinguá em julho de 2001, no início da história da ong. “Ela simboliza a união entre motociclistas, ecologistas e demais grupos ligados à natureza”, afirma o militante, que mora sozinho em um contêiner nas proximidades do Aero-Clube de Nova Iguaçu. Ele também tem a pretensão de mudar a imagem dos motociclistas, até então associada à violência e às drogas dos Hell´s Angels. “Somos contra as drogas”, afirma ele, apesar de o nome oficial da banda de rock da ong ser Santo Dayme, uma religião naturalista cujos rituais fazem amplo uso de uma erva alucinógena.

3 comentários:

  1. CONVITE
    XV MOTOSHOW
    ANIVERSÁRIO MAXAMBOMBA MOTO CLUBE

    O 15º Encontro Nacional de Motociclistas de Nova Iguaçu ocorrerá nos dias 29/07, 31/07 e 01/08.



    O Maxambomba Moto Clube é uma entidade sem fins lucrativos, reconhecido em todo o país, tendo em vista seu prestígio conquistado por 15 anos de estrada, poeira e companheirismo, através de simpatia, carisma e, em especial, por sua solidariedade, buscando reconhecimento e respeito por atividades de inclusão social e cidadania. Seu objetivo principal é a união e reverência ao motociclismo, tratando a classe, às vezes marginalizada, como ícone principal, atraindo a atenção do público, das autoridades, dos amigos e viajantes, ao motociclista como um ser sociável. O Maxambomba proporciona aos integrantes e convidados de toda a parte um encontro alegre e agradável, com várias atividades e atrações.



    O Moto Show, nome dado ao evento e reconhecido popularmente, nos últimos tempos teve seu apoio restrito a reserva biológica de Tinguá, uma das mais belas unidades de conservações ambientais do Brasil. A recepção da festa e do Moto Clube sempre foi realizada pela própria população hospitaleira e simpática, com incessantes participações no entorno do evento.



    Nesta edição, com a intenção de divulgar os projetos sociais que sempre foram disponibilizados a reserva de Tinguá, em consenso com o público, amigos e viajantes, o evento será realizado em três partes e diferentes regiões:





    29/07/2009 – “Baile das Motos”

    Festa de 15 anos – Maxambomba Moto Clube

    Local: Boate Gregos e Troianos, Av. Presidente Tancredo Neves, 4460, Sta Eugenia - Nova Iguaçu - RJ, a partir das 20:00 horas. Ingresso: obrigatório (Tel: 9972-5952 ou 7827-3672)

    - Homenagens de 15 anos, apresentação do Concurso Garota Moto Show 2009, Banda NV e vários shows.





    31/07/2009 – “Campanha contra a violência no trânsito”

    Comemoração da campanha que perdura por 15 anos, com a participação do Corpo de Bombeiros e bombeiros mirins, Polícia Militar, SENTESP – Secretária Municipal de Trânsito e DETRAN.

    Local: Via Light, próximo ao centro gastronômico – das 9 às 12 horas.





    01/08/2009 – “Campanha motociclista sangue bom” e Festa de aniversário

    Nova campanha em que o Moto Clube em parceria com a Secretaria de Saúde de Nova Iguaçu realizará a coleta de sangue de doadores possíveis em prol dos bancos de sangue da região.

    Local: Via Light, próximo ao centro gastronômico – a partir das 16 horas

    Diversas atividades:

    - Boi na brasa, DJ’s, Bandas de Rock e outros sons, show de Whelling (motos radicais), expositores e barracas, desfile e eleição da Garota Moto Show 2009, diversificação garantida.





    Contatos

    Francisco de Assis (Cowboy do Asfalto) - Presidente - Tel: 9972-5952

    Antenor Maxambomba - Presidente de Honra - Tel: 7827-3672

    ResponderExcluir
  2. Olá, td bem!!! Presidente.. Estarei firme e forte nessa festa linda e maravilhosa.. Haa Parabénssss e mt sucesso.. te adoro Walquiria e Manuel.

    ResponderExcluir
  3. esse fernando tingua que se julga um protetor do meio ambiente, matou muita gente com um comparsa dele chamado "sergio verruguinha", e ele agora vem dizer que é ambientalista.Investiguem direito a vida dele.Foram muitas vidas tiradas pelas maos dele

    ResponderExcluir