quarta-feira, 9 de julho de 2008

Santa cigana

Uma voz a favor da diversidade

Por Flávia Ferreira e Paulo Nino

Fotos: Flávia Ferreira e internet

Santa Sara Kali é a padroeira dos Roma (ciganos). Ela é a única santa cigana do mundo e seu nome foi dado a uma das poucas fundações que tratam da questão cigana no Brasil: a Fundação de Santa Sara Kali.

A fundação realiza atividades que buscam defender os direitos sociais da comunidade cigana e integrar as associações e agremiações de arte e cultura de Nova Iguaçu. Ela vem para preencher uma lacuna deixada pelo preconceito e pela desigualdade de direitos. A Fundação Santa Sara Kali realiza atividades em prol da saúde, do direito, da política e da educação.
A fundação e seus projetos futuros
A Fundação Santa Sara Kali fica no bairro Vila Nova, centro de Nova Iguaçu. Lá funciona a Primeira Alvenaria e a Casa do Povo Cigano. "Futuramente vamos realizar atividades mais direcionadas para a comunidade cigana do Brasil". A fundação também está estudando a idéia de montar o Primeiro Memorial Cigano da América Latina. Mais para frente eles pretendem transformar a cidade de Nova Iguaçu na capital nacional do povo cigano.

Essa proposta foi feita pelo atual prefeito da Cidade, Lindberg Farias, junto à Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, Secretaria Especial de Política de Promoção da Igualdade Racial e o Minc.

Luta pela diversidade

Mesmo com tantas conquistas, Wilson Aurélio Pontes, representante da Fundação Santa Sara Kalí, diz que a luta pelo respeito à diferença cultural é imprescindível. Por isso, há três anos, quando concluíram a Sétima Cruzada pela Paz mundial, os ciganos reuniram negros, ciganos, indígenas e judeus nos eventos da cruzada. "Só assim vamos conseguir a paz mundial. Na verdade, o que queremos não é a igualdade dos direitos, mas o respeito às diferenças", sentencia Wilson.

O povo cigano é um dos mais discriminados, oprimidos e expulsos. "Todos os lugares onde chegávamos, éramos expulsos", afirma Wilson, inconformado. Segundo ele, isso acabou contaminando a forma como o seu povo era visto e reconhecido pelo governo. "No dia 25 de maio, Lula instituiu o dia nacional do povo cigano, que será comemorado todo dia 24 de maio, dia de Santa Sara Kali", explica.

Dentre as inúmeras iniciativas, a gruta do Arpoador foi instituída como primeiro templo religioso de Santa Sara Kali na América Latina. No dia 24 de cada mês, os ciganos e admiradores da cultura se reúnem na gruta para um ritual. "Vem gente de todo o Brasil e também do exterior", conta.
A força deste eventou atraiu para a gruta até o guitarrista da Madonna. O guitarrista, que estava acompanhado da família, estava fazendo uma pesquisa para um concerto que será realizado em setembro deste ano. "Como ele não fala uma palavra em português, cantou em romanês", lembra Wilson. Segundo o pesquisador, a gruta foi escolhida por conter todos os elementos da natureza: água, terra, fogo e ar. "Consideramos que no templo de Deus nenhum homem mete a mão, pois o templo de Deus é feito por Ele."

A fundação também criou, em conjunto com o Ministério da Saúde, o projeto 'Ciganos no SUS'. Neste projeto, nômades, transeuntes e mendigos terão o direito de ser assistido por um médico especializado em caso de doença. Esse cartão é feito para pessoas que não têm documentos de identificação, como a maioria dos ciganos.
Outros projetos
A Fundação Santa Sara Kali já realiza a Cruzada pela Paz Mundial há dez anos. No dia 24 de maio de 2008, foi conveniado, com a Secretaria Nacional dos Direitos Humanos, o lançamento do Ponto de Referência Cigana em todas as OAB’s do Brasil. Essa fundação tembém lançou o livro 'Povo cigano: Direitos em suas mãos'. Este livro mostra os direitos do povo cigano e está sendo distribuído em todos os acampamentos ciganos do Brasil.

Outro livro importante para a comunidade cigana é o ‘Lilá Romaí: Cartas Ciganas', de Mirian Stanescon Rorarni. Mirian é presidente e rainha da Fundação Santa Sara Kali. Segundo Wilson, este livro é o verdadeiro oráculo cigano. Como a música é uma das artes mais apreciadas pela comunidade cigana, foi lançado também o CD ‘Raízes’, com músicas conhecidas e admiradas pelos Roma. "A luta é essa", diz Wilson, mostrando os troféus conquistados pela Fundação Santa Sara Kali.
Sustento manual

A fonte de renda dos ciganos, na maioria das vezes, vem da lavoura e do artesanato, já que, como ressalta Wilson, os maiores artesãos da humanidade eram ciganos. "A contribuição dos ciganos na história da humanidade revela a adoração da natureza por esse povo", explica. Segundo ele, a comunidade cigana dedica-se à liberdade por ser grande conhecedora da natureza.

5 comentários:

  1. Preciso urgentemente entrar em contato com alguém da família Stanescon (Castrupo, por exemplo). Meu e-mail é m.ranieri@hotmail.com Grato a quem puder me ajudar. Sou padrinho de um cigano, mas perdi o contato com eles há anos.

    ResponderExcluir
  2. gostaria de entender da cultura cigana

    ResponderExcluir
  3. como posso fazer parte da comunidade cigana

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, sou Andrea Stoppe, guia de turismo, e todo ano organizo uma viagem para Les Saintes Maries de la Mer para a festa de Sta Sara no dia 24 de maio
    Gostaria de lhes mostrar minha proposta
    http://santasarahasantadosciganos.blogspot.com/
    Deêm uma olhada e, caso haja interesse, entre em contato conosco para maiores informações
    turismoalacarte@yahoo.com.br
    um abraço e um ótimo 2011

    ResponderExcluir
  5. Boa Tarde
    Eu quero comunicar que tem um padre da tradicional Igreja Catolica Romana...ele esta com um projeto de construir uma igreja ou um santuário dedicada a santa sara Kali no brasil.

    Eu gostaria de poder contar com todos os amigos.

    ResponderExcluir