terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Máquinas de dançar

Pump it up é a sensação do terceiro piso do Top Shopping.
por Breno Marques

Pump it up é uma máquina de dança. Ela já chegou a Nova Iguaçu. Instalada no Top Shopping, o game é a sensação do parque do terceiro piso, onde apenas a piscina de bolas coloridas o supera em arrecadação. Atrai principalmente as tribos jovens da cidade, como emos, darks, roqueiros, frequentadores de raves e admiradores da cultura japonesa. A faixa etária desses grupos, que chegam em bandos de 10 a 20 pessoas, varia dos 12 aos 25 anos.

As pessoas que passam em frente ao GP ficam curiosas com a multidão de jovens dançando em cima da máquina. Até os leigos terminam arriscando um passo: "Já joguei uma vez, mas é muito difícil, prefiro outros games", diz a estudante Andresa de Souza, 17 anos. Mas o poder de sedução do Pump it up costuma ser devassador. "Jogo há um ano e meio”, revela o estudante Ian Martins, 16 anos. “Vinha todos os dias com a minha galera.” Ele já pensou em fugir de casa nas vezes que a mãe lhe negou dinheiro para jogar.

Campeonatos
Os proprietários do GP promovem pelo menos dois campeonatos por ano no Top Shopping, oferecendo prêmios que vão de dinheiro e fichas de graça. Os jovens fazem times de Pump it up para disputá-los. "Já participei de vários campeonatos”, lembra Rodrigo Jean, 19 anos. Ele, que começou a jogar com 16 anos, sempre tive um time. Abandonou-o recentemente, como uma espécie de ritual de passagem para a vida adulta. “Tudo que é bom dura pouco", filosofa.

Nem todos são capazes de dançar no Pump it up. "Há pessoas que ficam olhando os outros, mas, embora por dentro estejam morrendo de vontade de jogar, têm vergonha de dançar na frente de um monte feras", diagnostica o segurança André Luiz, 38 anos, com base na experiência de um ano de trabalho no terceiro piso do Top Shopping. Uma dica dos mais experientes para os iniciantes é dançar com a mão na barra de ferro na parte posterior da pista. “Dá mais firmeza”, explica o colocador de outdoor Rodrigo Jean. O mesmo Rodrigo lembra que, no começo, os amigos botavam a ficha enquanto ele acompanhava na pista ao lado. “Foi assim que aprendi.”

Implicância
Embora o visual roqueiro predomine no parque do shopping, os ritmos utilizados durante o jogo vairam do funk ao forró. "Eu acho esse jogo ‘maneiríssimo’”, diz Carlos Antônio, 18 anos, jogador de Pump it up há 2 anos. Carlos Antônio curte new metal, mas conhece diversas pessoas que procuram a máquina do terceiro piso para dançar dance, tecno e rock and roll. “Nunca imaginei que faria amizades com pessoas tão diferentes de mim”, conta ele. “Rola uma implicancizinha básica, mas hoje todos são meus amigos."

A única regra do jogo é não encostar no adversário ao lado. Cinco botões podem ser acionados durante o jogo: as diagonais, cima-esquerda, cima-direita, baixo-esquerda, baixo-direita e o step central, que é o botão do meio. No Pump it up, é possível se escolher em que nível jogar, variando do Easy ao Expert. Mesmo com dificuldade, os viciados jogam apenas no Expert, que é o ultimo nível de dificuldade. "Só jogo no Expert. Como eu jogo há muito tempo, se eu jogar no fácil (Easy), meus amigos ficam fazendo chacota de mim", queixa-se Ian.

Nenhum comentário:

Postar um comentário