quarta-feira, 18 de junho de 2008

O salão da high society

Clima acolhedor e atendimento personalizado atraem alta sociedade para salão de beleza


Por Flávia Ferreira
Fotos: Gabriela Gama

Assim como no filme norte americano "Um Salão do Barulho", com Queen Latifah, o Salão Lúcia Coiffeur tem um clima despojado, familiar e convidativo. Este salão existe há sete anos e durante este tempo continua da mesma forma que iniciou, mantendo os mesmos clientes desde sua inauguração. "Eles somem um pouco, mas logo depois estão de volta", diz Lúcia Peixoto, uma das donas do salão. A procura da alta sociedade pelo salão se dá não só por estar localizado no Centro de Nova Iguaçu, mas por conta do clima acolhedor e receptivo, do atendimento e pelo seu atraente espaço físico. Ao contrário do que se pensa para um salão de alta sociedade, as mulheres, em sua grande maioria, vão ao salão vestindo roupas e assessórios de estilo básico.

O grande diferencial deste salão da high society se dá em sua estética. Vê-se de cara a organização das toalhas extremamente brancas, das escovas e pentes, bem como a limpeza do chão e dos espelhos espalhados pelas paredes do salão. Destacam-se também o computador e a recepcionista, que ficam estrategicamente posicionados bem ao lado da porta de entrada. Talvez isso, em comparação com os outros salões da cidade, seja o ponto mais notável de um salão voltado para pessoas com alto poder aquisitivo. Edna da Silva Marques, recepcionista do salão desde sua inauguração, acredita que esse atendimento digital seja uma das diferenças do salão. "Ele facilita um controle de quanto recebemos em dinheiro e cheques", diz Edna. "Agora estou tentando implantar a folha de pagamento."

Contudo, esses detalhes acabam passando desapercebidos pelas clientes. Para elas, o grande diferencial está no atendimento. Segundo a comerciante Viviane, ele é bem próximo das clientes. Ela elogia também o trabalho da manicure Eliana Cristina. "Um dos motivos para que eu venha aqui é minha manicure", completa Viviane.

As mulheres vão ao salão para ficar mais belas, desabafar e conversar um pouco. "As clientes conversam muito sobre a vida pessoal, amorosa e profissional", diz Maria do Carmo e Silva, manicure e depiladora. Para Maria do Carmo, isso é muito bom tanto para quanto para as clientes. "É uma terapia para todas nós." Esse é um dos grandes motivos de procura do salão. Segundo ela, as pessoas sabem que podem falar sobre tudo. "É só sentar e relaxar ouvindo uma música acolhedora", diz Maria do Carmo.
Trabalham no salão cinco pessoas selecionadas não pelo currículo, mas pelo trabalho que mostram no estabelecimento. "É por atender bem os clientes e ter um serviço de qualidade que meu salão é visto como um dos melhores de Nova Iguaçu", acredita Lúcia Peixoto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário