quinta-feira, 29 de maio de 2008

Um mundo onde tudo é possível

Freqüentadores de lan house são mais unidos no mundo virtual do que na vida real.

Texto e fotos de Daniel Santos

As lan houses são estabelecimentos comerciais onde os usuários pagam para usar computadores conectados a internet e para jogos on-line. O nome já mostra como esse lugar funciona . LAN é a sigla Local Area Network, que pode ser traduzida como rede local. E house significa casa. Ou seja , uma lan house é uma rede de computadores dentro de um pequeno espaço.

Essas casas que começaram e se difundiram na Coréia, em 1996. Chegaram por aqui em 1998. A grande onda das lans começou a se formar no início desta década, quando os empresários perceberam as filas que se formavam nas poucas casas existentes.

Hoje, em todas as cidades e cantos você encontra diversas lan houses. Como Nova Iguaçu não poderia ficar de fora, a cidade, além de estar recheada dessas casas, novos empreendedores do município entram nesse ramo a cada dia que passa.

"Comecei vendendo produtos de informática. Como não deu certo, aproveitei as peças que já tinha e montei a Activi", afirma Thiago Machado, mais conhecido como Skull. Ele, que já tinha experiência em trabalhar em lan house, mantém uma clientela diversifica investindo em jogos e fazendo upgrade regularmente em suas máquinas.

Com o aumento dessas casas, o que a cada minuto se multiplica é o numero de freqüentadores. Crianças, jovens e adultos vão às lan houses para fazer diversos tipos de tarefas, que vão de jogos on-line a trabalhos profissionais.

O cabeleireiro Edson Henriques, o Edinho, passa cerca de cinco horas diante de um computador. "Vou na Lan House porque gosto de entrar em salas de bate papo", diz ele, que deixa de sair para outros lugares para participar de chats, onde já arrumou algumas namoradas. "Também pequiso preços e lançamentos."

Outro freqüentador que não abre mão do espaço é o estudante Paulo Marcos, o Betinho. "Gosto da lan porque me divirto nos jogos fazendo tudo o que eu não faço na vida real", diz ele, que já chegou a passar 13 horas seguidas em uma lan. Eis algumas das atividades que ele só pode fazer no mundo virtual: matar, voar e comprar à vontade.

Também há freqüentadores que entram na lan house para fazer uso de todos os serviços disponíveis no estabelecimento. È o caso do misto de mecânico e estudante Gleydsom Martins. "Me divirto com jogos, faço pesquisas e adoro me relacionar com novas pessoas nas salas de bate-papo e MSN", diz Gleydsom.

Mas Gleydsom vai além do uso convencional das lans. "Já fiz apostas com amigos no qual disputávamos para ver quem conseguia ficar com mais garotas que nós conhecíamos pela internet", confessa ele, que ficou em segundo lugar nesse campeonato. O mesmo Gleydsom também conta que, dentro da Lan, a relação com as pessoas é mais intensa .

"Fora da Lan, normal, somos amigos. Aqui dentro, a união é maior."

2 comentários:

  1. ai gente boa maior satisfação
    em estar presente nessa materia
    posso ate se disser que a lan house
    mudou minha vida antes eu era um inutil fora da atualidade por falta de não ter oke fazer, ai então virei um internalta
    hoje sei converssar melhor estou bem mais atualisado na mercado de trabalho bem mais bonito pode falar que preto ennnnnnnnnrsrsrrs só para descontrair vlw rapaziada abração e beijo no coração nada contra en!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. caralho muleque,
    fico muito boa as matéria
    muito engraçada !
    continua assim que tu vai longe
    a matéria da lan foi as mais engraçadas !

    abraaço !

    ResponderExcluir