segunda-feira, 19 de maio de 2008

Onde as pessoas vão quando não têm nada a fazer

Mais do que um lugar de consumo, o Top Shopping é o ponto de encontro dos jovens da Baixada.

Por Mariana Fernandes e Nathália Duarte

Sexta – feira. O Top Shopping estava lotado, quando vimos um jovem sozinho parado como se procurasse por alguém. O jovem, cujo nome é Matheus Santana, é um estudante de 14 anos. Embora seja morador de Mesquita, está sempre em Nova Iguaçu. "Venho aqui ver meus amigos pelo menos duas vezes por semana", conta Matheus.

Mais à frente, deparamo-nos com Edmar da Silva, de 19 anos, e Gabriel Barcelos Cypriano, de 18 anos. Os dois são moradores de Três Corações, aqui em Nova Iguaçu mesmo. Eles vão ao shopping há mais de dois anos. "Sempre juntos", disseram.

Voltamos ao shopping na mesma noite, por volta das 21h15. Conversamos então com os irmãos Paulo Ricardo Keller, de 17 anos, e Renato Keller, de 16 anos. Eles estavam com o amigo Renan Cavati dos Santos, de 17 anos, que, como os dois irmãos, são estudantes e moradores de Vila de Cava. Eles também são freqüentadores assíduos do Top Shopping, muito embora jamais façam compras ali.

Quando conversávamos com eles, mais dois jovens se juntaram ao grupo. Eram o músico Daniel Araújo Costa, de 16 anos, morador de Comendador Soares, e o padeiro Francisco de Oliveira de 23 anos, morador de Miguel Couto. Os dois, que também freqüentam bastante o shopping, se conheceram ali mesmo. Mas eles não estão ali para fazer amigos. "A gente vem aqui para azarar mesmo", assumem.

Quando nós preparávamos para ir embora, encontramos Thuany Carvalhal, de 17 anos, e as gêmeas Andréia Moreira e Andressa Moreira, de 14 anos. As três amigas, que são moradoras de Morro Agudo e estudantes do 9º ano, contam que há mais de três anos podem ser vistas diariamente ali. "Fizemos várias amizades no shopping."

Cada jovem faz parte de um grupo, cada grupo tem uma história diferente e, apesar da diversidade, todos foram unânimes em dizer que freqüentavam o shopping “porque Nova Iguaçu não tem nada”.

Fica claro que os jovens de Nova Iguaçu não estão satisfeitos com o espaço reservado para diversão deles na própria cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário