quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Juventude brasileira

O jovem necessita ser visto e ouvido

Por Fávia Ferreira

A facilidade para fazer cartões de crédito torna o jovem uma máquina de gastos que movimenta parte da economia do país. Sua parcela de importância na sociedade é muito maior, pois além de financiar, em grande escala, a economia brasileira, são instrumentos construidores do futuro do país. E se os jovens herdarão as consequências de tudo o que se faz hoje, parece indiscutível que estejam presentes em todas as instâncias decisórias da vida social.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Projeto Juventude, as duas maiores preocupações dos jovens estão relacionadas à violência e ao desemprego, que são as áreas de maior impacto para essa faixa etária, porque atualmente o jovem brasileiro é uma pessoa sem emprego e sem oportunidades, que tem dificuldade para ingressar no mercado de trabalho e acessar uma Universidade, pois não recebe uma formação adequada na rede regular de ensino.

Ele é muito propenso à violência, especialmente nos grandes centros urbanos, sendo agente da violência ou vítima dela, já que se encontra despreparado para enfrentar situações diversas e fazer escolhas, pois, com medo de ser uma peça estranha, prefere seguir aquilo que outras pessoas querem.

O jovem recebe, a todo instante, a carga da responsabilidade de ser o futuro do país, contudo não tem a oportunidade de trabalhar seu presente, tendo que superar suas dificuldades, não estando preparados político-socialmente para pensar, hoje, nos seus problemas futuros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário