segunda-feira, 13 de abril de 2009

O desafio da ledora

por Letícia da Rocha e Lucas Lima

Maria Carolina Gonçalves da Silva, 28 anos, entrou no Bairro-Escola há cerca de um mês, mais precisamente na Escola Municipal Menino de Deus, na Prata. Ela soube do programa por intermédio de um amigo. Embora não se assuste com o desafio de fazer oficinas culturais, Maria Carolina admite que jamais tenha trabalhado com crianças tão pequenas. "Trabalho lendo e escrevendo para uma psicóloga que é deficiente visual", conta.

Para essa moradora de Duque de Caxias, o grande problema do Bairro-Escola é fazer as "diretoras e coordenadoras entenderem a proposta do projeto". Sua maior expectativa é colocar em prática as oficinas de aprendizagem nas segundas-feiras, no Espaço Cultural Sylvio Monteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário