quinta-feira, 16 de abril de 2009

Maluquices no Km 32


por Gisele Reis

A estudante de história Maria de Farias, 38 anos, está no Bairro-Escola há três anos, mas ainda se lembra como entrou no programa. “Na época, eu estudava no Rangel Pestana”, conta ela, que soube do Bairro-Escola em uma exposição feita por Maria Antonia Goulart em sua escola. “Adorei a proposta de estágio feito pela coordenadora do programa.”


Inscreveu-se na primeira fase de expansão do Bairro-Escola, quando ele chegou em Miguel Couto, bairro em que mora. “Fui escolhida e estou aqui até hoje.” O programa caiu como uma luva para ela, que gosta de crianças e desafios. “Minhas amigas brincam dizendo que sou maluca, não posso fazer nada.”

Um exemplo dessas maluquices ocorreu nas últimas férias, quando se deslocou até o Km 32 só para cuidar de crianças. “Adoro lecionar com crianças, e da bagunça durante a recreação. Sou uma agente cultural do Bairro-Escola.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário