terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Ateliê usa sucata para educar

O Ateliê Arte e Vida utiliza a reciclagem como fonte de desenvolvimento comunitário.


Por Flávia Ferreira
Imagem- Evan de Paula

O Ateliê Arte e Vida funciona, desde Dezembro de 2007, no bairro de Jardim Alvorada, reaproveitando as sucatas doadas pela comunidade para confeccionar obras de arte. Os artesanatos são vendidos na própria confecção e o dinheiro arrecadado também serve para comprar materiais que não são reaproveitaveis. Neste processo, utilizam jornais, madeira, vidro, alimentos, pedra, enfeites e vários outros.

Atualmente, o tema abordado é o carnaval como resgate de uma cultura. Duas voluntárias, Vanderleia e Isabel, ajudam dando as oficinas de confecção de mascaras, as quais serão utilizadas, no dia 2 de Fevereiro, para um baile de Carnaval organizado pelo ateliê. Uma das idealizadoras do projeto, Mariângela Berrot, funcionária pública, concedeu uma entrevista ao Jovem Repórter para explicar mais sobre esse ponto cultural.

Como começou esse espaço?
- Eu e minha avó fomos a 'cabeça' de tudo isso, começamos na varanda da casa dela depois fomos para um local desocupado, voltamos para a varanda e agora estamos nessa espaço.

Como vê esse ateliê na vida das pessoas?
- Temos aqui muitos idosos que perderam seus cônjuges ou tiveram problemas sérios em suas vidas, eles utilizam esse espaço como uma terapia. Sabemos que para eles essa atividade ajuda a esquecer seus problemas. Além de desenvolver socialmente, não somente eles, mas todos envolvidos no processo.

Para você qual o significado de Arte?
- A arte é o melhor caminho para que as pessoas absorvam os ensinamentos, pois ela permeia melhor por nossas veias. Desperta nossa individualidade e expressão criativa


Qual o seu maior sonho?
- Nosso desejo é que cresça e que vá para o bairro todo, trabalhar com educação e saúde, trazer as pessoas para cá e poder falar sobre sexualidade, drogas,

Nenhum comentário:

Postar um comentário