terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Balanço Geral do Coletivo Bairro-Escola Tíngua

Coletivo se reúne para discutir sobre os problemas da comunidade.

Por Flávia Ferreira
Fotos de celular- Jeferson Alberto e Maicon Cristian

O conselho Bairro-Escola de Tíngua se reuniu, no dia 12 de fevereiro, na ONG onde Verde, para fazer um balanço geral do ano de 2007, discutindo os obstáculos existentes na comunidade e como conseguir outras formas de viabilizar soluções locais em 2008.

Levantaram-se questões relevantes ao bairro como o turismo desordenado nos fins de semana, segurança, a construção de um quebra-mola em frente à Escola Municipal Barão de Tíngua e a limpeza do chafariz da praça que, segundo a moradora Eliane, virou um verdadeiro depósito de lixo, pois após o lanche, os visitantes jogam toda a sobra dentro da fonte.

Estavam presentes os representantes da SEMED, SEMPP, SEMJUV, SEMCTUR, SEMES e a coordenadoria do Bairro-Escola, onde expuseram suas opiniões sobre o conselho local, tentando, de certo modo, apontar o melhor caminho a ser adotado pelos conselheiros na resolução dos problemas existentes. Na visão do subsecretário da SEMPP, Hebert Vieira, "tem que se administrar os problemas existentes e cobrar as devidas soluções, pois, para ele, um governo que não consegue conviver com as cobranças não evolui.

Também discutiram um novo calendário para formação de novos coletivos da juventude, de cultura, turismo e lazer, confirmado para o dia 4 de março. A idéia é capacitar os conselheiros, visando um melhor conhecimento da máquina pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário