quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Da-lhe altitude!

Voar não é tão fácil como parece

Flávia Ferreira

Na Serra do Vulcão, também conhecida como Serra de Madureira, existem várias trilhas que atraem adeptos de esportes radicais. Há duas rampas para a prática de parapente e asa delta localizadas a 600m de altura, onde se pode chegar de carro ou gaiola – carro de madeira que utiliza motor de fusca. Para chegar até a rampa basta usar o acesso em frente à Universidade Iguaçu (UNIG) ou ao lado da fábrica de cosméticos Embeleze.

Foi por esse caminho que subimos, a pé, até a rampa de salto. Lá do alto é possível ter uma vista panorâmica da cidade e de vários outros pontos do Rio, como o Cristo redentor, Serra de tinguá, a praia da Barra e parte de Campo Grande. Abaixo, segue a entrevista que fizemos nas alturas com o instrutor de vôo livre Damião.


Há quanto tempo trabalha no esporte? Ele é muito praticado?
Trabalho há dois anos. É muito. Mas a melhor época para o vôo é o verão.

A Serra do Vulcão é um bom ponto para vôo?
Sim. Tem quadrante norte, o que proporciona uma excelente decolagem.

Quais as maiores dificuldades em um vôo?
Vento, o medo de decolar, falta e treino.

Quais os pontos turísticos daqui?
As trilhas, as matas, as rampas, o monte céu aberto, a cara do leão, entre outros.

Você indica os jovens a praticarem?
A prática é boa, a questão é respeitar o vento e saber quando decolar.

Leia Mais...

Jorge Vercilo ao vivo

Jorge Vercilo estará em Nova Iguaçu em única apresentação
O cantor se apresenta no dia 5 de outubro às 23hrs, na casa de show Rio Sampa, tocando seus novos e antigos sucessos, entre eles, "Que nem maré", "Fênix" e "Homem-aranha".

Esse grande compositor brasileiro traz para Nova Iguaçu seu já consagrado show do álbum "Jorge Vercilo ao vivo". O evento ainda conta com a participação dos melhores DJ's do Rio para agitar antes e depois da festa.

Clique aqui para mais informações do evento.

Leia Mais...

Universidade Pública em Nova Iguaçu

Moradores de Nova Iguaçu têm a oportunidade de ingressar em universidades federais e estaduais.
Bruno Marinho

O Iguaçuano recebe um grande presente, a Universidade Federal Rural chegou à Nova Iguaçu. O prédio está em construção no terreno ao lado do Aeroclube, porém, as aulas estão acontecendo no Colégio Municipal Monteiro Lobato, no Centro. Isso só foi possível através de um acordo feito entre o prefeito Lindberg Farias e a secretária municipal de Educação, Marli de Freitas, assinado em Brasília, no dia 14 de novembro de 2005. O convênio com o Ministério da Educação é para a construção do campus avançado da Universidade da Baixada, no município, e vai criar duas mil vagas para alunos. A administração do campus será de responsabilidade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Além da rural, temos em união com a UFRJ o pré-vestibular de Nova Iguaçu, que é um projeto de extensão realizado com a parceria da Universidade com a Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu. Desta forma, constitui-se um trabalho de integração das atividades de ensino, pesquisa e extensão, cujo principal objetivo é ampliar a possibilidade dos jovens de origem popular ingressarem no ensino superior, contribuindo na prática, para a democratização do acesso à universidade pública. São 450 vagas oferecidas para estudantes que comprovem residência na cidade e estejam cursando a terceira série ou tenham concluído o ensino médio.

No Brasil, a taxa de desemprego ainda está alta e com um curso superior as portas se abrem. Aproveite esta oportunidade!

Leia Mais...

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Fernanda Abreu com exclusividade!

“O artista não tem o papel de formar ou transformar como os políticos.”
Flavia Ferreira e Camila Elen

Na semana passada, demos em nosso blog a dica do show da cantora Fernanda Abreu, que rolou no SESC de N.I. Nossa equipe aproveitou e foi conferir. Fernanda cantou as músicas do álbum MTV ao vivo, que balançaram a galera. Mesmo após 25 anos de estrada, ela não perde o pique e o entusiasmo. Dê uma olhadinha na entrevista que ela nos concedeu.

Como é ser Fernanda Abreu?
É fácil. Assim como qualquer outra pessoa, eu tenho responsabilidades, como cuidar de filhos e marido e a parte artística, como compor, gravar videoclipes, realizar shows.

Onde busca inspiração para montar seus espetáculos?
Primeiro surgem às músicas e depois os espetáculos. Inspiro-me em coisas variadas, mas principalmente na observação do dia-a-dia, uma conversa com um amigo, um outdoor, confissões amorosas, a situação do Rio de Janeiro. Busco com poesia falar a realidade.

Você declarou seu amor pelo Rio várias vezes, mas atualmente como você vê o Rio de Janeiro?Precisamos ter consciência se quisermos fazer algo por este estado. Nossa saída não é o aeroporto. É votar nas pessoas certas e cobrar de mesmas, afinal vivemos em uma sociedade e para torná-la mais justa e igual temos que cobrar não só dos nossos dirigentes, mas de todos.

O que você, como formadora de opinião, pode fazer para torna esta sociedade mais justa?
O artista não tem o papel de formar ou transformar como o político, o qual você vota e que cria leis e emendas, entretanto nós temos uma ascendência muito grande perante as pessoas, nesse ponto podemos ser vetores nessa transformação.

Manda um recado para os jovens que querem fazer algo pelo Rio.
Vocês vão herdar o Rio, então, se não fizerem nada vai ficar cada vez pior. A idéia e se conscientizar e tentar ver saídas e soluções. Ter sempre a cabeça no lugar. Contem comigo!

Leia Mais...